Você está em:

Black Friday

Black Friday: guia completo para aumentar as suas vendas

A Black Friday é um dos pontos altos do calendário promocional do Varejo brasileiro e uma oportunidade única para aumentar as vendas. A data, originária dos Estados Unidos, se fortalece ano a ano por aqui.
Publicado por Equipe Cielo

Duas mulheres e um homem de avental, sorrindo, pousam para tirar foto em dia de Black Friday.

A Black Friday é um dos pontos altos do calendário promocional do Varejo brasileiro e uma oportunidade única para aumentar as vendas. A data, originária dos Estados Unidos, se fortalece ano a ano por aqui.

Vender mais na Black Friday exige esforço. Afinal, são milhares de estabelecimentos comerciais concorrendo para conquistar clientes e se planejar com antecedência é a chave para não “naufragar” num mar de ofertas e promoções.

Por isso, fizemos um guia completo, repleto de informações, dicas e sugestões de como se preparar para a Black Friday.

Continue a leitura e descubra como aumentar suas vendas na Black Friday!

O que é Black Friday e qual a origem?

A Black Friday é a data que marca o dia seguinte após a celebração do Dia de Ação de Graças nos Estados Unidos. Originalmente, a confraternização era feita entre colonos ingleses e os americanos nativos.

Com o tempo, o Dia de Ação de Graças passou a ser uma festa familiar que movimentava bastante o comércio, aquecendo as vendas.

Dessa forma, como os balanços eram feitos à mão e a tinta preta era usada para sinalizar os lucros, o termo “Black Friday” – que pode ser traduzido como “sexta-feira negra – foi adotado para indicar um dia de bons resultados comerciais.

Já nos anos 80, os descontos e as promoções para atrair clientes realizadas por grandes lojistas reforçaram a Black Friday como uma chance de comprar produtos com preços bem abaixo do normal.

Aqui no país, a Black Friday foi realizada pela primeira vez em 2010 e envolvia apenas lojas de e-commerce.

Em pouco tempo, isso mudou e as lojas físicas aderiram à essa data comemorativa que, atualmente, é uma das mais importantes do comércio no país e movimenta desde os microempreendedores aos maiores varejistas do Brasil.

Quando é a Black Friday 2023?

A Black Friday é comemorada sempre na última sexta-feira de novembro – logo após o Dia de Ação de Graças norte-americano, comemorado na véspera.

Em 2023, a Black Friday cai no dia 24 de novembro.

O movimento gerado pela Black Friday tem um impacto tão grande para os negócios que outras duas datas foram criadas a partir dela: a Cyber Monday (que vem ficando cada vez mais conhecida aqui no Brasil também) e o Small Business Saturday (que ainda não tem muita força no nosso país).

O que é a Cyber Monday?

A Cyber Monday – ou segunda-feira cibernética, em tradução livre – é comemorada na segunda seguinte à Black Friday.

Ela foi criada pelas lojas virtuais dos Estados Unidos em 2005 com objetivo de ter uma data comercial voltada apenas para aumentar as vendas no e-commerce neste período. Nessa época, o comércio eletrônico dava os primeiros passos por lá.

Em 2023, a Cyber Monday será realizada no dia 27 de novembro.

O que é o Small Business Saturday?

Cincos anos depois do surgimento da Cyber Monday, surgiu o Small Business Saturday – ou o “Sábado dos Pequenos Negócios”, em adaptação livre para o português.

A data, criada por uma grande operadora de cartões de crédito, tem objetivo de promover um dia de descontos e promoções realizados por empresas de menor porte.

Embora ainda não tenha “emplacado” de vez, o Small Business Saturday já vem sendo realizado em outros lugares fora dos Estados Unidos – como no Reino Unido, por exemplo.

Celebrado no dia seguinte à Black Friday, em 2023, o Small Business Saturday cai no dia 25 de novembro.

Qual é a importância da Black Friday para os negócios?

Para mostrar qual a importância da Black Friday, listamos ótimas razões que devem ser consideradas pelas pessoas que têm seu próprio negócio.

Confira!

1. A Black Friday vai além de um único dia

Segundo uma pesquisa realizada pela MindMiners, 28% das pessoas começam a acompanhar os preços dos produtos que desejam comprar até três meses antes da Black Friday. Cerca de 25% delas iniciam essa pesquisa seis meses antes da data.

No total, 85% dos consumidores acompanham os preços dos produtos que pretendem comprar por, no mínimo duas semanas antes da Black Friday.

Embora a principal motivação para isso seja avaliar se os produtos realmente serão vendidos com desconto, esta pesquisa antecipada gera maior movimento na sua loja – seja ela física ou virtual.

Por isso, este engajamento prévio representa uma ótima oportunidade de aumentar suas vendas.

Das promoções pré-Black Friday até a Cyber Monday, a data tem muito potencial para ajudar você a vender mais por um bom período.

2. A Black Friday pode impulsionar as vendas de fim de ano

Reforçando o que dissemos acima: a Black Friday não se restringe à última sexta de novembro.

E, com um bom planejamento de vendas, a data pode ajudar a alcançar bons resultados por um período maior no fim de ano.

Neste caso, vale fazer ações para não perder clientes que compraram no seu estabelecimento durante a Black Friday, oferecendo promoções personalizadas ou cupons de desconto especiais para o Natal e as festas de confraternização.

3. A Black Friday ajuda a movimentar o seu estoque

Quem tem seu próprio negócio sabe que estoque parado representa prejuízo. E esse é um problema que a Black Friday pode ajudar a resolver.

Ao escolher os produtos que vão entrar nas promoções de Black Friday, ofereça descontos mais significativos para os itens que estão “encalhados” ou têm menor saída.

Você pode optar também pela oferta desses produtos como brinde ou fazer combos com outras mercadorias da sua loja.

Seja qual for a estratégia usada, a Black Friday com certeza é uma grande aliada para alavancar seu giro de estoque.

Por que incluir a Black Friday nas estratégias de venda?

Algumas informações ajudam a mostrar por que você deve incluir a Black Friday na estratégia de vendas do seu negócio:

  • A Black Friday é uma das três datas que mais movimentam o comércio (junto com o Natal e o Dia das Mães) e essa é a principal razão para que ela faça parte das estratégias de vendas da sua empresa;
  • Uma pesquisa mostra que 50% dos consumidores pretendem comprar algo na Black Friday;
  • Entre as pessoas da classe A, o percentual de quem pretende fazer compras na data sobe para 65%.

Por tudo isso, você deve considerar a Black Friday como um momento-chave para aumentar a receita do seu negócio.

Como foi a Black Friday 2022?

As vendas na Black Friday 2022 cresceram 5,5% em relação ao mesmo período em 2021, de acordo com o Índice Cielo do Varejo Ampliado (ICVA).

A comparação considerou o período de 25 a 28 de novembro de 2022 e o período de 26 a 29 de novembro de 2021.

Com alta de 16,3%, o e-commerce foi o grande destaque da Black Friday 2022.

Nas lojas físicas, a alta nas vendas foi de 4,5%.

Os 10 setores com melhor desempenho na Black Friday 2022

Na Black Friday 2022, o setor de Turismo & Transporte apresentou o maior crescimento, com alta de 21,4% comparado ao mesmo período de 2021.

Veja os dez melhores desempenhos setoriais da Black Friday 2022 em comparação com a Black Friday de 2021:

  • Turismo & Transporte: alta de 21,4%;
  • Drogarias & Farmácias: alta de 19,8%;
  • Cosméticos & Higiene Pessoal: alta de 17,7%;
  • Supermercados & Hipermercados: alta de 13,7%;
  • Alimentação – Bares & Restaurantes: alta de 11,7%;
  • Varejo Alimentício Especializado: alta de 10,9%;
  • Vestuário: alta de 5%;
  • Óticas & Joalherias: alta de 2,2%;
  • Livraria, Papelaria & Afins: alta de 2,1%;
  • Veterinárias & Pet Shops: alta de 0,4%.

Black Friday: em 2022, região Sul teve o maior aumento das vendas no Varejo

Considerando as vendas presenciais na Black Friday em 2022, a região Sul

do país apresentou o maior crescimento nas vendas, com alta de 7,8% em comparação a 2021.

Confira o desempenho das regiões brasileiras no período impactado pela Black Friday:

  • Sul: alta de 7,8%;
  • Sudeste: alta de 5,2%;
  • Centro-Oeste: alta de 4,3%;
  • Norte: alta de 1,2%;
  • Nordeste: alta de 1,1%.

Entre os estados, o Rio Grande do Sul teve a maior alta, atingindo 11,6%. Minas Gerais (alta de 8,7%) e Santa Catarina (alta de 5,9%) vêm na sequência.

Lembrando: o ICVA é o indicador que acompanha mensalmente a evolução do varejo brasileiro, de acordo com as vendas realizadas em 18 setores mapeados pela Cielo, desde pequenos lojistas aos maiores varejistas do Brasil.

O que vender na Black Friday 2023?

Uma das melhores maneiras de vender mais na Black Friday é saber as tendências de intenção de compra dos consumidores.

Uma pesquisa apontou os produtos mais desejados para a Black Friday 2023:

  • Smartphone: 24%;
  • Calçados: 22%;
  • Roupas e acessórios: 21%;
  • Perfumes e cosméticos: 20%;
  • Eletrônicos (TV, áudio e vídeo): 19%;
  • Eletrodomésticos (geladeira, fogão, lavadora etc): 18%;
  • Móveis: 16%
  • Utilidades domésticas (liquidificadores, batedeira etc): 15%;
  • Computador (notebook, laptop, desktop): 14%;
  • Fones de ouvido: 11%;
  • Brinquedos: 10%;
  • Itens de mercado (alimentos, bebidas não-alcóolicas, produtos de limpeza etc): 10%;
  • Decoração: 10%;
  • Livros: 9%;
  • Tratamento de beleza: 9%;
  • Viagens (passagens, hotéis etc): 9%;
  • Material de construção: 7%;
  • Smartwatch: 7%;
  • Artigos esportivos: 7%;
  • Produtos inteligentes (assistentes virtuais, robô aspirador etc): 7%;
  • Games: 6%;
  • Bebidas alcóolicas: 5%;
  • Bicicleta: 5%;
  • Imóvel: 4%;
  • Automóvel: 4%;
  • Motocicleta: 3%.

Mesmo que sua empresa não atue diretamente com estes produtos, estes números mostram o poder da Black Friday para movimentar as vendas.

É uma data comercial imprescindível para aumentar seu faturamento, independente do tamanho da sua empresa ou seu segmento de atuação.

Afinal, há sempre a possibilidade de alavancar a venda de itens indiretamente relacionados aos produtos mais procurados pelo público ou simplesmente “pegar carona” no maior movimento do período.

Quer um exemplo? Nem todas as lojas de rua oferecem vagas para clientes pararem seus veículos enquanto fazem as compras.

Então, quem tem um estacionamento rotativo também pode se beneficiar com a Black Friday por causa da maior demanda por vagas próximas a centros comerciais. Que tal até estabelecer parcerias com lojistas para oferecer desconto a clientes em comum?

Com criatividade e planejamento, todo negócio pode aproveitar a Black Friday para atrair clientes e vender mais no fim do ano.

Como se preparar para a Black Friday 2023?

Embora o impacto sazonal de uma data varie de empresa para empresa em função de aspectos como segmento de atuação, porte e capacidade de investimento, há diversos pontos que devem ser considerados por qualquer pessoa que queira saber como vender mais na Black Friday.

Planejamento, preparação e antecedência são as palavras mais importantes para quem quer fazer sucesso em uma das datas mais aguardadas pelos estabelecimentos comerciais,

Confira cinco pontos essenciais que você precisa considerar na sua preparação para a Black Friday:

Invista tempo em planejamento

Milhares de lojistas disputam a atenção dos consumidores durante a Black Friday.

Por isso mesmo, você precisa planejar cuidadosamente sua estratégia, definindo:

  • Qual será seu investimento para a data (avaliação de fluxo de caixa, compra de estoque, divulgação, ambientação da loja e/ou site etc.);
  • O calendário de ações promocionais (antes, durante e pós Black Friday);
  • Quais serão seus indicadores de vendas (específicos e mensuráveis para o período);
  • As metas de vendas e de faturamento (incluindo a projeção de lucro).

Se possível, consulte o histórico do período em anos anteriores para estabelecer seus objetivos de forma mais realista.

Se essa for sua primeira Black Friday, vale fazer uma pesquisa de mercado sobre a data ou usar uma ferramenta que ajude a avaliar o comportamento de compra dos seus clientes e comparar com a média de negócios similares ao seu.

Diversifique os métodos de pagamento

Quanto mais opções de pagamento você oferecer, maior a probabilidade de atrair um público mais amplo.

Diversificar as alternativas para receber pagamentos na loja física ou virtual e deixar que as pessoas possam escolher como preferem pagar por suas compras é uma boa estratégia para garantir mais dinheiro entrando.

Então, a maquininha da sua loja física ou o gateway da sua loja virtual devem permitir o pagamento com Pix, carteiras digitais e QR Code.

Para as vendas no e-commerce, avalie aceitar o boleto também, já que essa forma de pagamento ajuda a incluir pessoas que não têm acesso à conta bancária.

E nunca é demais reforçar: aceitar pagamento em cartões de débito e crédito é obrigatório para impulsionar suas vendas!

O cartão de crédito, inclusive, é a forma de pagamento preferida por 60% das pessoas que compram na Black Friday, seguida pelo Pix (38%) e pelo cartão de débito (22%).

Por isso, vale a pena aceitar diversas bandeiras para não correr risco de perder vendas.

Ofereça pagamento parcelado

Por falar em pagamento, sabia que um em cada quatro consumidores acha ruim não ter a possibilidade de parcelar as compras?

Pois é… Entre os benefícios de vender parcelado, vale destacar o aumento do poder de compra de quem é cliente – o que faz muita diferença numa data como a Black Friday.

Para aproveitar as oportunidades que essa data traz, muita gente quer comprar itens mais caros ou consumir produtos em quantidades maiores.

Por isso, o parcelamento favorece o aumento do ticket médio no seu estabelecimento, já que as pessoas estão dispostas a gastar mais.

Assim, permitir que clientes paguem as compras de forma parcelada é uma ação que deve fazer parte da sua estratégia para a Black Friday.

Prepare-se para o aumento de demanda

Vender muito na Black Friday é tudo o que qualquer lojista deseja. Mas se você não se preparar adequadamente para o aumento da demanda, isso vira uma dor de cabeça.

Seja presencialmente ou online, você deve se preparar para atender mais clientes com rapidez, agilidade e cortesia em todos os canais em que atua – incluindo redes sociais e WhatsApp, por exemplo.

Não esqueça do pós-venda, já que o volume de trocas ou devoluções pode aumentar significativamente e impactar sua operação.

Isso é particularmente importante para quem atua no e-commerce, já que o processo de logística reversa precisa ser considerado.

A loja virtual precisa ser avaliada previamente. Ela está preparada para aguentar um tráfego maior de visitantes? E sua página de checkout, aguenta a demanda de vendas em horários de pico?

Tudo deve funcionar perfeitamente para evitar que as pessoas desistam de comprar com você.

Faça o inventário do seu estoque

Se tem algo que pode comprometer suas vendas na Black Friday são as falhas de estoque.

É preciso planejar, fazer o inventário com antecedência e criar o estoque para evitar que clientes se desapontem.

Mais do que nunca, você deve acompanhar tudo de perto durante a Black Friday, garantindo quantidade suficiente de seus produtos mais vendidos e evitando o encalhe dos itens de menor saída.

Ah! E quanto falamos de gestão de estoque, vale lembrar que a negociação com fornecedores é peça fundamental para essa engrenagem funcionar bem.

Ideias para fazer uma boa Black Friday

Agora que você já sabe como se preparar para Black Friday, que tal algumas ideias do que fazer para ter sucesso nas vendas nesse período?

Preparamos algumas dicas considerando o porte da empresa e alguns setores em especial.

Dica para Microempreendedores: monte combos de produtos complementares

Montar combos de produtos complementares é uma ótima maneira de aumentar sua receita durante as vendas da Black Friday.

O ideal é agrupar pelo menos um produto de baixo custo com outro mais caro ou de alta margem de lucro para tornar sua oferta mais atraente.

E se você trabalhar apenas com um produto ou serviço no seu negócio, não tem problema.

Monte um combo oferecendo um cartão-presente, um produto complementar adquirido especialmente para uma promoção de Black Friday ou um cupom-desconto com um estabelecimento parceiro.

Dica para Serviços: ofereça descontos por indicação

Uma maneira eficiente de garantir uma carteira maior de clientes e aumentar suas vendas na Black Friday é incentivar descontos baseados na indicação de quem já conhece seu serviço.

Isso pode ser feito através de um sistema de recompensas, onde clientes recebam descontos progressivos de acordo com o número de pessoas indicadas para sua empresa.

E você ainda pode oferecer um brinde especial para quem postar foto indicando seu estabelecimento nas mídias sociais. Não esqueça de criar uma hashtag especial para esta ação!

Dica para E-commerce: crie condições favoráveis para as compras por impulso

A Black Friday favorece as compras não programadas ou feitas por impulso. Segundo um levantamento, os principais fatores para esse tipo de compra são:

  • Frete grátis (38%);
  • Descontos acima de 50% (37%);
  • Entrega rápida (23%);
  • Pagamento flexível (16%);
  • Adiantar compras de Natal (13%).

Avalie as ações e veja o que faz mais sentido na estratégia da sua loja virtual, destacando essas informações no site e nas redes sociais.

Dica para Setor de Turismo: recompense clientes antigos

Apostar em quem já comprou com você é uma abordagem interessante para vender mais na Black Friday.

Então, que tal dar a essas pessoas a chance antecipada de conhecer – e comprar – suas melhores ofertas da Black Friday?

Você precisará comunicar que essa oportunidade está disponível apenas para “clientes VIP”, reforçando o gatilho mental da exclusividade.

Afinal, quem não gosta de fazer parte de um grupo especial, com acesso a vantagens diferenciadas?

A oferta de bônus ou descontos adicionais ajuda a criar senso de urgência, aumentar as vendas na Black Friday e, ao mesmo tempo, promover a retenção de clientes.

Não esqueça: clientes recorrentes são mais propensos a comprar de você do que clientes em potencial. Invista nisso!

Dica para Setor de Alimentação: aposte em pratos sazonais e ofertas-relâmpago

Explorar a questão da urgência é uma forma de fazer clientes sentirem necessidade de aproveitar uma oferta e fechar a compra o mais rápido possível.

O sucesso da Black Friday se baseia exatamente na ideia de oferecer oportunidades que terminam rapidamente.

Então, se você atua no ramo da alimentação, tente “jogar” com esse sentimento criando um menu especial para a Black Friday.

Além de pratos exclusivos para o período, crie ofertas relâmpago com descontos ou combo de produtos disponíveis por um tempo limitado.

Divulgue tudo nas suas redes sociais e inclua uma contagem regressiva informando o fim da promoção, usando expressões como “aproveite”, “não perca”, “últimas unidades”, “por tempo limitado” etc.

Como aproveitar a Black Friday para fidelizar clientes?

Além de se preparar para a Black Friday, é importante pensar a longo prazo.

Afinal, para manter a lucratividade, sua empresa deve ter as vendas em um nível constante durante todo o ano, gerando receita suficiente para manter as finanças em equilíbrio.

Dessa forma, você deve planejar ações para entender o perfil de quem comprou no seu estabelecimento, construindo uma relação com seu público.

Considerando a Black Friday como um momento no qual normalmente há a aquisição de clientes, que ações podem ser realizadas para fidelizar clientes e aumentar as vendas?

Confira algumas dicas de como aproveitar a Black Friday na retenção de consumidores.

1. Use dados para ter insights sobre clientes

Cada vez mais empresas usam dados para entender seus clientes e do próprio negócio.

Usar os dados a favor do seu negócio ajuda a buscar insights (percepções) sobre tendências de consumo, a conhecer seu público, o perfil de renda de quem compra no estabelecimento ou estabelecer metas realistas, a partir da avaliação do segmento e da performance em relação à concorrência.

Com o uso de dados, é mais fácil criar ações estratégicas mais precisas para envolver e fidelizar clientes.

2. Crie programas de fidelidade

Outra boa maneira de aumentar a retenção de clientes pós Black Friday é implementar um programa de fidelidade que ofereça recompensas para quem é cliente.

Um estudo da Associação Brasileira das Empresas do Mercado de Fidelização (ABEMF) aponta que 65% das pessoas priorizam comprar em estabelecimentos onde participam de programas de fidelidade. Outros dados interessantes:

  • 61% das pessoas concentram as compras em lojas que oferecem programas de desconto;
  • 51% aderem a programas de fidelidade por causa das vantagens que receberão futuramente;
  • 71% gostam de economizar com os incentivos do programa;
  • 50% dos consumidores dizem que a principal motivação deste tipo de iniciativa é a possibilidade de ser recompensado(a) ao consumir.

Garanta que as recompensas sejam viáveis e tenham valor para seus clientes e reforce os benefícios do programa através de mensagens de e-mails ou apps de mensagens, como o WhatsApp e o Telegram.

Quem participa deste tipo de iniciativa, naturalmente vai buscar sua loja ou site com mais frequência.

3. Incentive a avaliação de clientes

Você já comprou ou conhece alguém que tenha consumido um produto/serviço a partir da indicação de familiares ou depois de ler recomendações na internet?

Se a sua resposta foi sim, já sabe a força que as avaliações têm. As chamadas “provas sociais” podem ajudar bastante na fidelização pós-Black Friday.

Para isso, incentive clientes a fazerem avaliações no seu site ou nas redes sociais em troca de um presente ou desconto especial e veja a mágica acontecer.

4. Busque a excelência no atendimento aos clientes

O atendimento ao cliente é um dos fatores que mais favorecem a fidelização de clientes. Mesmo quando há automatização do serviço em alguns canais, receber um atendimento humanizado e de qualidade agrega muito valor a qualquer negócio.

Após a Black Friday, é comum que haja um aumento significativo de pessoas fazendo contato nos canais de atendimento, seja para realizar trocas e devoluções ou para buscar mais informações sobre o produto/serviço adquirido, prazos de entrega etc.

Nessa hora, você e sua equipe precisam “brilhar”, proporcionando um atendimento de excelência, com respostas rápidas e soluções satisfatórias.

Cliente feliz volta sempre. E ainda recomenda para outras pessoas.

5. Invista na automatização e na personalização de e-mails

Além do bom atendimento em todas as etapas da jornada de consumo, é importante manter a proximidade com quem já comprou na sua loja.

Para isso, investir no envio automatizado de e-mails pode ajudar bastante na retenção de clientes. Envolva as pessoas com ofertas personalizadas, promoções especiais e um bônus com desconto exclusivo.

Use os dados de frequência de consumo para identificar clientes que não fazem compras por um determinado período (30, 60 ou 90 dias) e dispare um e-mail automático com ofertas especiais para trazer essas pessoas de volta.

Como divulgar seu negócio na Black Friday 2023?

Durante a Black Friday, as pessoas estão “mais abertas” a receberem mensagens sobre ofertas. A busca por informações é uma etapa que faz parte da jornada de compras de quem está procurando as melhores promoções na data.

De acordo um levantamento feito pela MindMiners, empresa especializada em pesquisas, 28% das pessoas gostam de acompanhar promoções nas redes sociais e 24% por alertas de e-mail.

Outros 30% preferem andar pelas lojas físicas para descobrir boas oportunidades de compra na Black Friday.

Por isso, principalmente neste período, vale a regra do “quem não é visto, não é lembrado”.

Então, confira algumas iniciativas para divulgar seu negócio na Black Friday 2023.

Use listas de transmissão do WhatsApp

O famoso aplicativo de mensagens pode ser uma excelente alternativa para comunicar suas ofertas não só neste período, mas também nas festas de fim de ano, ajudando a estender o efeito “Black Friday”.

A melhor forma divulgar promoções e vender no WhatsApp é utilizar as listas de transmissão.

Este recurso, disponível no WhatsApp Business, permite enviar a mesma mensagem de forma individual para cada pessoa que faz parte dela.

Além disso, você pode criar listas segmentadas, enviando ofertas mais relevantes para determinados grupos de clientes com perfil semelhante de compra.

Aposte no e-mail marketing

Investir em e-mail marketing é uma maneira bem eficiente de direcionar clientes para sua loja em vez da concorrência.

O primeiro passo para construir uma boa estratégia de disparo de e-mails é ter uma lista de assinantes.

Se já não tiver essa listagem, considere criar meios para que os clientes forneçam seu endereço eletrônico e autorizem o envio de mensagens promocionais.

Nas lojas virtuais, isso costuma fazer parte do cadastro. No entanto, nas lojas físicas, às vezes é necessário oferecer algo em troca dessa informação (pequenos descontos ou brindes de pouco valor podem ajudar nesse objetivo).

Uma vez que tenha esta lista de assinantes, envie as mensagens com ofertas.

A linha de assunto do e-mail merece atenção especial, pois é ela que vai despertar o interesse em abrir a mensagem.

Para isso, a linha de assunto deve seguir duas regras:

  1. Criar um senso de urgência;
  2. Mostrar que a mensagem é sobre Black Friday.

Use frases chamativas como “Você está pronto(a) para a Black Friday?” ou “Abre que tem oferta de Black Friday”, “Últimas horas de Black Friday” e por aí vai. Vale também usar emojis.

Explore o espaço da sua loja

Num estabelecimento físico, é importante atrair clientes em potencial para áreas-chave da sua loja. Na Black Friday 2023, use a seu favor a vontade das pessoas em circular no espaço à procura de ofertas.

Exponha produtos novos e sazonais na entrada, atraindo potenciais clientes com itens que expressam as últimas tendências.

Na parte de trás da sua loja, coloque os seus “campeões de venda”, fazendo com que as pessoas passem por todo o espaço para chegar até estas mercadorias.

Já no balcão do caixa, perto da maquininha de cartão, distribua itens pequenos e de baixo custo como doces, brinquedinhos ou acessórios para favorecer compras não-planejadas enquanto os clientes aguardam na fila para pagar.

Incentive clientes a compartilhar compras na sua loja nas redes sociais

Quem nunca compartilhou a foto de algo que comprou nas redes sociais? Fazer postagens desse tipo faz parte da experiência de compra de muita gente.

Então, não custa nada incentivar que as pessoas publiquem o que compraram na sua loja.

Crie uma hashtag personalizada para sua empresa e convide clientes para usá-la na rede social preferida.

Se você tem uma loja virtual, criar uma etiqueta bonitinha ou embalagem elaborada pode contribuir bastante para despertar nas pessoas a vontade de tirar uma foto bacana do seu produto e postar. E não deixe de interagir com cada cliente que fizer isso!

Faça uma área de Black Friday no seu site

Se você tem uma loja virtual, crie uma área no seu site voltada para concentrar as melhores promoções da Black Friday 2023.

Nesta seção, uma boa estratégia é adicionar um relógio de contagem, indicando o tempo de duração de uma oferta ou o quanto falta para o produto entrar em promoção.

Se possível, exiba também os últimos itens pesquisados pelos visitantes do site, mostrando os produtos que estão sendo mais procurados no momento.

Aposte na ambientação da vitrine

Uma vitrine atraente ainda faz muita diferença numa estratégia de divulgação para a Black Friday. Quando bem-feitas, elas ajudam a criar apelo e despertar interesse de quem passa na porta da sua loja.

Então, equilibre bem as cores e sinalize os descontos que estão sendo oferecidos para atrair mais visitantes.

Se você oferecer o pagamento parcelado, destaque também a informação do número de vezes que as compras podem ser pagas.

Outro elemento importante é a sinalização externa. Se puder, divulgue e sinalize sua melhor oferta na porta da loja

Dica bônus | Episódios especiais do videocast “Da Conversa à Ação” sobre a Black Friday

Separamos alguns episódios especiais do nosso videocast “Da Conversa à Ação” que estão repletos de dicas, ideias e estratégias que podem ser aplicadas na prática para você aumentar suas vendas na Black Friday. Confira!

Como investir e ter sucesso na Black Friday?

Neste episódio, a Carla Macedo, Superintendente de Planejamento Comercial de Grandes Contas da Cielo e a Pamela Barbosa, Influenciadora Financeira do @facoascontas, falam sobre as principais formas alcançar sucesso na Black Friday.

Técnicas de divulgação, gestão de caixa, criação de promoções rentáveis, definição de metas e negociação com fornecedores são alguns dos assuntos que a dupla abordou para ajudar você a utilizar esta data para impulsionar suas vendas!

Trilogia | “Guia de Sobrevivência na Black Friday”

Em 2022, fizemos três episódios com o tema “Guia de Sobrevivência para Black Friday”.

No 1º episódio, o Paulo Naliato, VP Comercial da Cielo, e o Lissio Fiod, influenciador e empresário com experiência na gestão de empresas de vários segmentos, falam como explorar o figital (convergência entre canais físicos e digitais) e preparar seu negócio para a Black Friday!

Dá o play!

Já no 2º episódio, falamos sobre ações importantes para seu negócio aumentar as vendas na Black Friday, tais como: fazer uma boa divulgação, inovar nas ações e criar ofertas durante o período promocional. Destaque também para o bate-papo sobre a necessidade de fazer um bom plano estratégico após a data, ajudando a manter o público conquistado na Black Friday.

Assista!

E, para fechar, o 3º episódio do “Guia de Sobrevivência para Black Friday” destaca temas importantes para quem empreende como a resiliência e a inteligência emocional, habilidades relevantes para quem deseja fazer uma boa gestão dos negócios e promover o bem-estar das suas equipes.

Confira!

Portfólio de soluções,

encontre a sua.

Saiba mais

Portfólio de Soluções! Encontre a que melhor combina com você.

Portfolio de soluções encontre a sua.

Cielo LIO

A máquina inteligente que trabalha por você e economiza seu dinheiro.
Saiba mais
Portfolio de soluções encontre a sua.

Cielo FLASH

A maquininha ultraveloz para você vender muito mais
Saiba mais
Portfolio de soluções encontre a sua.

Cielo ZIP

Na Cielo Você ganha! sua maquininha de verdade.
Saiba mais

Entre em contato e prepare-se para vender mais:

Central de Relacionamento

4002-5472 (todas as localidades)
0800-579-8472 (exceto capitais)

Suporte Técnico

4002-9111 (todas as localidades)
0800-579-0111 (exceto capitais)

Ouvidoria

0800-570-2288