Você está em:

Produtos e Serviços

Aumente suas vendas: Como receber pagamentos online no seu e-commerce ou loja física?

Publicado por Equipe Cielo

Pagamento online

 

A digitalização dos negócios é um caminho sem volta para quem quer aumentar suas vendas. Por isso, saber como receber pagamentos online deve estar entre as prioridades de quem tem seu próprio negócio.

Marcar presença na internet não é mais uma opção para as empresas de qualquer porte: é uma necessidade. Essa é melhor forma de expandir o alcance do seu negócio e elevar consideravelmente a chance de ter mais clientes.

O primeiro passo para isso é aceitar pagamentos online e aproveitar as oportunidades do mundo digital para impulsionar suas vendas, melhorar as finanças e agilizar sua gestão. O melhor de tudo é que até mesmo quem não tem um site pode vender no mundo digital!

 

Se você ainda não recebe pagamentos online, mas quer descobrir como fazer isso, este texto é para você!

 

Como funcionam as vendas online?

Uma das primeiras dúvidas de quem pensa em fazer vendas online é saber por onde começar? Mas, antes de saber como receber pagamentos online, você precisa definir onde estas vendas serão feitas.

Entender qual ou quais canais serão utilizados, faz bastante diferença na hora de escolher a solução de pagamento mais adequada para sua necessidade.

 

Os principais canais de venda online são as:

 

  1. Lojas virtuais;
  2. Plataformas de marketplace;
  3. Redes sociais.

 

Loja virtual

Uma loja virtual é um site que exibe um portfólio de produtos/serviços e permite que as pessoas selecionem e comprem os itens de seu interesse.

As lojas virtuais tentam recriar a experiência de compra dos estabelecimentos físicos. Por isso, é essencial oferecer às pessoas o máximo de informações para ajudá-las a tomar a decisão de compra.

 

Detalhar bastante a descrição e oferecer boas fotos dos produtos devem ser prioridades, já que estes fatores são decisivos para aumentar as vendas de qualquer e-commerce.

É um canal importante para construção da sua marca e de fazer algo que tenha “sua própria cara” e identidade visual.

Ter uma loja virtual demanda conhecimento especializado ou a contratação de alguém para desenvolver o site sem complicações, utilizando plataformas como o WordPress e o Magento.

Além disso, ter seu próprio site de vendas também vai exigir esforço para gerar tráfego e atingir seu público-alvo.

Normalmente, as lojas virtuais usam uma dessas duas soluções de pagamento:

 

  • Página de checkout: solução mais simples, que integra seu site com uma página de pagamento pré-pronta, com funcionamento tipo plug-and-play (ligar e usar, em tradução livre). Através dessa integração, sua loja virtual passa a oferecer um ambiente seguro de pagamentos.
  • API: solução um pouco mais complexa, no estilo white label – ou seja, que permite customização de acordo com a necessidade, por meio da Application Programming Interface (API) ou Interface de Programação de Aplicações, em tradução livre. É indicada para clientes que possuem sistemas próprios de pagamento, pois possibilita um alto grau de personalização.

 

Plataformas de marketplace

Se as lojas virtuais podem ser comparadas às lojas físicas, as plataformas de marketplace funcionam como shoppings centers virtuais, onde são oferecidos produtos de estabelecimentos e marcas diversas.

Há diversos tipos de marketplace no mercado, que vão desde a compra e venda de produtos até a oferta de serviços como aluguel de imóveis, viagens, agendamento de exames e consultas médicas etc.

 

Para o varejo, no entanto, o marketplace é um site ou um aplicativo que serve como intermediário entre compradores e diferentes lojistas. A Amazon e a Shoppee são exemplos de empresas de marketplace.

Geralmente, quem deseja fazer vendas no e-commerce através de marketplaces precisa pagar pelo serviço. O modelo de cobrança varia de acordo com o marketplace escolhido, podendo ser feito através de mensalidades ou do pagamento de valores fixos ou percentuais sobre as vendas realizadas.

Essas plataformas costumam centralizar a jornada de compra de ponta a ponta, englobando a exibição dos produtos, o processo de compra/venda e a logística de entrega/devolução. Isso inclui a solução de pagamentos também.

 

Redes sociais

Além de serem essenciais na divulgação de produtos/serviços e do seu e-commerce, as redes sociais podem ser ótimos canais de venda.

De acordo com uma pesquisa realizada pela Opinion Box em parceria com a Social Miner, cerca de 74% das pessoas no Brasil usam as redes sociais para fazer compras e 76% usam estes canais para pesquisarem produtos que desejam comprar.

As redes sociais são uma excelente opção para quem quer começar a vender online, pois é possível vender produtos mesmo sem ter loja virtual.

 

Neste caso, você pode utilizar links de pagamento como solução para realizar as vendas.

 

Como receber pagamento online?

Com a pandemia, o comércio digital “explodiu” de vez no Brasil e no mundo e especialistas acreditam que o varejo online tenha um aumento de 56% até o ano de 2024.

A digitalização dos pagamentos acompanha essa tendência e, cada vez mais, surgem novos meios de pagamento como, por exemplo, o Pix.

Assim, ao definir como cobrar seus clientes, considere que sua solução de pagamentos também esteja pronta não só para oferecer os meios de pagamento preferidos pelo seu público, mas também possa se adequar rapidamente às novas opções que surgirem.

Confira alguns dados de uma pesquisa realizada pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), em parceria com o Sebrae, sobre os meios de pagamento mais utilizados no país:

 

Modalidades de pagamento mais utilizadas nas compras online:

  • A prazo: 53%
  • À vista: 39%
  • Outros (carteiras digitais): 3%
  • Não soube dizer: 4%

 

O cartão de crédito é a forma de pagamento mais utilizada por quem compra a prazo (52%). Já entre as pessoas que preferem pagar suas compras online à vista, o boleto bancário aparece como forma preferida (16%), seguido pelo cartão de débito (11%).

Outros meios de pagamento citados foram o Pix (6%), o débito automático em conta (2%) e as carteiras digitais (3%).

Vamos falar mais sobre essas formas de pagamento, para que você avalie quais sua loja virtual deve ter de acordo com a preferência e o perfil do seu público.

 

Cartão de crédito

Quando falamos de e-commerce, saber como receber por cartão de crédito online deve ser uma das prioridades de quem quer impulsionar as vendas.

Afinal, o cartão de crédito é o “queridinho” dos consumidores que fazem compras online. Além da praticidade e segurança, ele possibilita o parcelamento do pagamento, hábito que também se destaca no comércio digital.

É essencial que a solução de pagamentos utilizada aceite o maior número de bandeiras possíveis de cartão de crédito (Visa, MasterCard, Elo etc) para atender ao maior número de pessoas possível e não perder nenhuma venda.

Além de sistema antifraude e cálculo de frete integrado, a solução também deve oferecer recursos que ajudem a melhorar a experiência de compra de seus clientes, tais como salvar cartões e dados de pagamento para compras futuras ou permitir a compra com 1 clique.

Se você vender serviços que ofereçam assinaturas de aquisição de produtos, é importante que a solução de pagamento possibilite o pagamento recorrente, onde a cobrança é feita automaticamente, no intervalo previamente definido.

 

Boleto bancário

O boleto bancário é a 2ª forma de pagamento mais utilizada para compras online e a preferida de quem faz pagamentos à vista.

Ela é uma opção importante, principalmente se o seu público-alvo englobar as pessoas com menor poder aquisitivo. Isso porque o boleto é acessível e pode ser utilizado por qualquer pessoa, incluindo aquelas que não possuem cartão ou não têm conta em banco, como é o caso de 34 milhões de brasileiros.

Muitos sites de e-commerce costumam oferecer desconto para quem paga suas compras com boleto. Mas, é importante considerar que um pedido feito com essa forma de pagamento só se converte “em venda” após a compensação do pagamento (o que pode levar alguns dias).

Assim, pode ser que você acabe reservando itens do seu estoque sem saber se eles serão vendidos de fato. Em momento de grande demanda, como por exemplo no Natal, na Black Friday ou em outras datas comemorativas, você precisa incluir este “risco” no seu planejamento de vendas.

 

Cartão de débito

Assim como o boleto, o cartão de débito é uma das formas de pagamento preferidas por quem paga suas compras online à vista. No entanto, ao contrário do primeiro, as transações são feitas de forma imediata e não é necessário esperar tanto pela compensação do pagamento.

Usar o cartão de débito em compras online não era bem visto por muita gente. No entanto, essa forma de pagamento tem sido mais usada, já que as soluções de pagamento digital oferecem mais transparência e segurança neste tipo de transação.

Além de usar o cartão do banco, muita gente usa também cartão pré-pago nas compras online. Tanto em um quanto em outro, o pagamento é feito à vista, limitado ao valor do saldo disponível.

 

Pix

Lançado em 2020, o Pix rapidamente se popularizou pela facilidade e agilidade de uso para fazer transferências e pagamentos.

Sua loja online pode receber pagamentos pelo Pix das seguintes formas:

  • Chave Pix: neste caso, você fornece a chave Pix do seu estabelecimento comercial para o cliente pagar o valor das compras.
  • QR Code: aqui, sua solução de pagamento gera um QR code na tela do cliente, que deve fazer a “leitura” do código com o celular para finalizar a transação.
  • Pix Copia e Cola: se quem está comprando não pode fazer a leitura do QR Code, é possível copiar o link gerado a partir do código e “colar” no aplicativo do banco, carteira digital ou internet banking para executar o pagamento.
  • Dados bancários: aqui, você informa aos clientes os dados bancários da sua loja, para que eles possam usá-los para pagar suas compras.

 

Débito automático em conta

Assim como o cartão de débito, o débito automático em conta é uma forma de pagamento à vista. Só que, em vez de usar os dados do cartão, o pagamento é feito diretamente através do internet banking.

Assim, pessoas que estão comprando são redirecionadas à página do banco onde têm conta e fazem um login para autorizar a transferência eletrônica.

 

Carteiras digitais

Também conhecidas como digital wallets ou e-wallets, as carteiras digitais são “ferramentas” que armazenam dados de cartões de crédito/débito ou saldo em espécie. O PayPal, o Google Pay e o PicPay são exemplos de carteiras digitais.

Com elas, é possível fazer pagamentos sem inserir os detalhes do cartão ou conta, agilizando o processo de compra nas lojas habilitadas.

 

Quando vender parcelado online?

Uma venda parcelada permite que o valor de uma compra seja fracionado em várias parcelas no momento de finalizar a transação. Permitir que seus clientes parcelem o pagamento é quase uma “obrigação” para quem trabalha com vendas online.

Mas não se preocupe: o parcelamento contribui muito para que seus clientes comprem itens mais caros ou consumam maiores volumes de produtos – o que ajuda a aumentar o ticket médio gasto por cada pessoa.

 

Diversificação de pagamentos é uma das chaves para aumentar as vendas

Diversificar a maneira como seus clientes podem fazer pagamentos na sua loja virtual favorece a experiência de compra e a conversão, minimizando as chances do indesejado “abandono de carrinho”.

Então, seu e-commerce deve contar com uma solução de pagamento que permita a oferta de várias formas de pagamentos online, assim como vender à vista ou parcelado.

Uma transação de e-commerce executa diversas operações, que incluem a autorização, a captura (efetivação da venda) e a autenticação. Tudo isso deve ser feito de forma segura e rápida.

 

Lembra que lá no início do texto falamos de página de checkout, API e links de pagamento? Agora, vamos falar como essas soluções funcionam.

 

Como gerar link para pagamento online?

Os links de pagamento, como o Cielo Super Link, são uma ótima solução para quem quer vender em ambiente digital mesmo sem ter um site.

Com ele, você faz vendas através das redes sociais, e-mail, Whats App ou de forma integrada ao seu sistema de pagamentos.

 

É muito fácil gerar um link para pagamento online usando o Cielo Super Link. Confira!

  1. Acesse o site da sua conta Cielo e faça o login.
  2. Em “Vendas Online”, selecione “E-commerce” e, na sequência, “Super Link”.
  3. Selecione o tipo de produto a ser cadastrado. Mercadorias têm frete. Já os produtos digitais, não têm.
  4. Preencha os dados e clique em “Gerar Link”.
  5. Pronto! Agora é só compartilhar o link!

Se preferir, acompanhe o passo a passo no vídeo:

Como funciona a página de checkout no e-commerce?

Como dissemos acima, a página de checkout é uma maneira de integrar uma solução de pagamentos ao seu site e transformá-lo numa loja virtual sem complicações.

A integração é simples: seu site “chama” a página de pagamento e a “mágica acontece”. Basicamente, é só conectar e começar a vender.

O Cielo Checkout é um exemplo desse tipo de produto. Nossa página segue os padrões PCI (Payment Card Industry), que são normas de segurança de e-commerce, proporcionando vendas em ambiente seguro.

Além da segurança do sistema antifraude integrado, com o Cielo Checkout você pode ter uma página de pagamento com a identidade da sua empresa, além de contar com cálculo integrado de frete nas vendas.

 

Como usar a API Cielo para e-commerce?

A API é uma solução mais completa para pagamentos on-line. Aqui na Cielo, temos a API E-Commerce 3.0, que possibilita a criação de telas de pagamento totalmente personalizadas.

Através da integração com a API, as pessoas podem comprar na sua loja virtual sem que seja necessário realizar um direcionamento para uma página de pagamentos – processo que é conhecido como “checkout transparente” e favorece bastante a conversão.

O API E-Commerce também traz funcionalidades como a tokenização (armazenamento seguro dos dados do cartão, tornando as compras futuras mais rápidas) e a recorrência (cobrança automática e periódica sem que seja necessário informar novamente os dados do cartão, bastante utilizada em assinaturas ou serviços feitos com intervalo definido).

 

Se você quiser começar a vender online, faça como mais de 50% dos negócios online do Brasil e contrate uma solução de e-commerce da Cielo!

 

Clique aqui para fazer a contratação diretamente na nossa página de e-commerce!

 

 


Portfólio de Soluções! Encontre a que melhor combina com você.

Portfolio de soluções encontre a sua.

Cielo LIO

A máquina inteligente que trabalha por você e economiza seu dinheiro.
Saiba mais
Portfolio de soluções encontre a sua.

Cielo FLASH

A maquininha ultraveloz para você vender muito mais
Saiba mais
Portfolio de soluções encontre a sua.

Cielo ZIP

Na Cielo Você ganha! sua maquininha de verdade.
Saiba mais

Entre em contato e prepare-se para vender mais:

Central de Relacionamento

4002-5472 (todas as localidades)
0800-579-8472 (exceto capitais)

Suporte Técnico

4002-9111 (todas as localidades)
0800-579-0111 (exceto capitais)

Ouvidoria

0800-570-2288