Você está em:

Dicas e Histórias de Sucesso

O que vender em bairro pobre? Confira ideias de negócios para abrir

Montar um negócio em locais com perfil mais humilde pode ser uma boa opção para quem deseja empreender. Neste artigo, falamos sobre este assunto e trazemos dicas que podem inspirar você!
Publicado por Equipe Cielo

Empreendedora, dona de loja de roupas em bairro pobre, está sorrindo e de braços cruzados.

Decidir o que vender em bairro pobre não é uma tarefa fácil, mas vale a pena.

Afinal, mesmo em bairros humildes, há bastante circulação de dinheiro, pois a população muitas vezes consome mais de negócios locais do que grandes centros urbanos.

Com um bom plano de vendas, você pode abrir um negócio lucrativo com pouco dinheiro nessas regiões.

Se você não souber por onde começar, leia este artigo sobre o que vender em um bairro pobre e saiba como tomar a melhor decisão.

Planeje antes de definir o que vender em bairro pobre

O empreendedorismo tem muitas etapas antes da venda em si.

É preciso fazer um bom planejamento para decidir o que vender em bairro pobre e o primeiro passo para isso é a observação. Preferencialmente, busque fazer um bom plano de negócios antes de começar.

Veja na sequência o que você precisa saber para fazer a escolha ideal.

Avalie os moradores do local

Cada localidade tem suas particularidades e necessidades.

Portanto, o primeiro passo para escolher o que vender em bairro pobre é observar quem serão os seus clientes.

Por exemplo: um bairro com muitas famílias com crianças pode representar uma oportunidade de vender brinquedos, materiais escolares e outros produtos.

Por outro lado, um local com perfil de público mais adulto pode ter uma demanda maior por um outro tipo de comércio ou serviço.

Portanto, jamais tome uma decisão final sem conhecer bem a região onde você pretende atuar.

Estude o padrão de consumo dos moradores

Além das características da população local, também é importante saber o quanto eles querem – ou podem – gastar.

A forma como os moradores compram é essencial na hora de decidir o que vender em um bairro pobre.

Observe se há compra de itens supérfluos ou apenas produtos essenciais. Confira também os preços praticados na região.

Percorrer o bairro é essencial, mas você também pode colher informações importantes acessando grupos de WhatsApp e fóruns de discussão de moradores.

Encontre um ponto físico estratégico

Depois dos primeiros passos, você já terá uma ideia de qual segmento pretende atuar.

Então, este é o momento de aproveitar as informações que você tem sobre o perfil de público para escolher o local onde vai vender.

Analise a circulação de pessoas e confira por onde passa o seu consumidor ideal.

Fugir da concorrência direta é importante, mas não significa deixar de trabalhar em áreas com outros tipos de comércio.

Pelo contrário. Em zonas movimentadas, você pode encontrar eventuais parceiros para o seu negócio.

Descubra o que vender em bairro pobre

A partir das informações que você conseguir no seu planejamento, você vai ver como fica mais fácil decidir o que vender em bairro pobre.

Ainda assim, as possibilidades são muitas.

Veja algumas ideias a partir de agora.

Delivery de comida

Fazer refeições para entregar nas casas dos moradores pode ser uma ótima opção de negócio.

Você pode usar apps de delivery para entregas em toda a cidade, mas a população de um bairro mais humilde nem sempre está disposta a pagar taxas de entrega.

Por isso, você pode entregar as refeições diretamente na comunidade e contar com o “boca a boca” para divulgar seu serviço.

Loja de xerox e impressão

Com computadores, impressoras e pelo menos uma máquina de xerox, você pode atender moradores que precisam de cópias de textos, boletos, documentos e currículos.

Você também pode oferecer serviços de internet e aproveitar o espaço para vender pequenos itens como revistas e materiais escolares.

Venda acessórios para celulares

O uso de smartphones está cada vez mais em alta entre todas as classes sociais.

Dependendo da região, seu negócio pode ser a opção mais conveniente para alguém que precisa de um cabo, um carregador ou um fone de ouvido.

Invista também em acessórios estilosos e coloridos para lançar moda e atrair moradores que querem aderir às últimas tendências.

Cuidados e produtos para animais

Se a sua região tiver muitos animais de estimação, investir em uma loja especializada, pet shop ou mesmo clínica veterinária pode ser uma boa ideia.

Moradores sem carro podem enfrentar dificuldades se precisarem levar seus bichinhos a locais mais distantes e, por isso, o seu negócio pode ser a melhor opção em caso de necessidade.

Tenha sempre diferentes tipos de ração, caixinhas de areia para gatos e brinquedos. E não se esqueça das roupinhas e capas para os bichinhos usarem quando fizer frio.

Salão de beleza ou barbearia

Muitas comunidades pobres têm carência de um espaço com serviços de beleza e esta pode ser uma boa maneira de se tornar parte da comunidade.

Você pode atender o público feminino com serviços como manicure e pedicure, decoração de unhas, depilação, entre outros.

Já para os homens, comece oferecendo apenas corte de cabelo e barba e vá testando a oferta de serviços adicionais, como tratamento capilar e de pele, para atrair mais clientes para a barbearia.

Pequena loja de roupas

Além de estarem entre os melhores produtos para vender na internet, as roupas também têm um bom potencial nas comunidades.

Como o acesso às grandes redes de lojas muitas vezes não faz parte da realidade do público mais humilde, muitos moradores preferem fazer compras em lojas locais.

Compre peças em atacados por um bom preço e comece por um nicho específico, conforme a demanda que você encontrar.

Venda frutas e verduras de porta em porta

Com bons fornecedores, a venda de frutas, verduras e outros hortifrutis pode render uma margem de lucro interessante.

Comprar nas Centrais de Abastecimento (Ceasa) da sua cidade ou fazer parcerias com pequenos produtores são boas opções para começar.

Se não der, compre de comércios mais distantes. Neste caso, escolha itens que fiquem conservados por mais tempo.

Planeje bem suas rotas e crie rotinas bem definidas para que os moradores se acostumem a esperar por você para comprar.

Kits de presentes

Na hora de comprar um presente, muitas pessoas podem ter dificuldades para encontrar algo barato.

Nessa hora, você pode agregar valor embalando um conjuntinho de produtos com capricho e colocando um bonito cartão.

Você pode vender kits de café da manhã, com biscoitos e doces, ou combinar petiscos com cervejas e vinhos.

Se não quiser trabalhar com alimentos e bebidas, outras opções são bijuterias, brinquedos de pelúcia, cosméticos e itens de perfumaria.

9 ideias de coisas para vender barato

Mesmo depois de fazer seu planejamento e conferir as opções acima, você ainda tem dúvidas sobre o que vender em um bairro pobre?

Neste caso, uma boa alternativa pode ser a venda de itens baratos para lucrar pela quantidade de vendas.

Confira 9 dicas:

  1. Docinhos feitos em casa, como brigadeiros, beijinhos e cocadas;
  2. Salgadinhos e pipoca comprados em atacado;
  3. Temperos preparados em casa;
  4. Refrigerante, cerveja e água mineral;
  5. Kits com sacos de lixo em atacado de 50 a 100 litros;
  6. Gelo;
  7. Carvão;
  8. Ovos;
  9. Panos de prato.

Estes produtos são itens relativamente baratos e costumam ter boa procura, possibilitando uma boa margem de lucro.

Por isso, podem ser o ponto de partida para você montar um negócio sem precisar de um alto investimento.

Crie parcerias com outras empresas e conquiste mais clientes

A partir das nossas dicas, você já pode decidir o que vender em um bairro pobre e começar a trabalhar.

Quando falamos sobre comunidade, um ponto muito importante é realizar parcerias.

Para isso, procure negócios bem estabelecidos na sua região e que não sejam concorrentes, como estacionamentos e oficinas automotivas.

Você pode oferecer descontos aos clientes dessas empresas que, em contrapartida, também dariam vantagens às pessoas indicadas por você.

Assim, as duas empresas ganham mais clientes.

Com as parcerias consolidadas, você pode aproveitar datas sazonais como a Black Friday para criar promoções em conjunto.

E na hora de fazer as cobranças, mesmo que você autue de forma autônoma, facilite a vida dos seus clientes usando uma máquina de cartão de crédito.

Além disso, troque contatos com seus consumidores e use um bom gateway de pagamento para vender e cobrar direto pela internet. Afinal, é importante contar com uma solução que minimize os riscos do chamado chargeback – ou seja, o cancelamento de um pagamento, que geralmente acontece por causa da ação de fraudadores.

E se o seu negócio tiver um faturamento de até R$ 10 mil reais mensais, você pode contar com o Cielo Tap.

Com ele, você transforma o seu celular em maquininha e pode:

  • Aceitar pagamentos por aproximação, usando seu smartphone com sistema Android (versão 9 ou superior) e compatível com a tecnologia NFC;
  • Realizar transações seguras criptografadas;
  • Fazer vendas no débito, crédito e parcelado;
  • Controlar suas vendas no app Cielo Gestão.

Outra vantagem é que o Cielo Tap tem mensalidade zero e você só paga quando usar! E mais: se você habilitar o Receba Rápido, o dinheiro das suas vendas cai na sua conta em até dois dias úteis.

Bom demais, né? Então, bora juntar forças?

Contrate o Cielo Tap agora mesmo!


Portfólio de Soluções! Encontre a que melhor combina com você.

Portfolio de soluções encontre a sua.

Cielo LIO

A máquina inteligente que trabalha por você e economiza seu dinheiro.
Saiba mais
Portfolio de soluções encontre a sua.

Cielo FLASH

A maquininha ultraveloz para você vender muito mais
Saiba mais
Portfolio de soluções encontre a sua.

Cielo ZIP

Na Cielo Você ganha! sua maquininha de verdade.
Saiba mais

Entre em contato e prepare-se para vender mais:

Central de Relacionamento

4002-5472 (todas as localidades)
0800-579-8472 (exceto capitais)

Suporte Técnico

4002-9111 (todas as localidades)
0800-579-0111 (exceto capitais)

Ouvidoria

0800-570-2288