Você está em:

Dicas e Histórias de Sucesso

Como montar um estacionamento rotativo? Veja aqui como se destacar

Publicado por Equipe Cielo

 

Muita gente se pergunta como montar um estacionamento rotativo. Afinal, mais do que uma comodidade, esse tipo de serviço é uma necessidade em vários centros urbanos.

Segundo dados disponibilizados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a frota no país passou de 45 milhões para quase 112 milhões de veículos em 15 anos (período entre 2006 e 2021).

Desse total, os automóveis representam cerca de 53% e os números consideram apenas os veículos licenciados. Outra informação importante: nenhum levantamento já realizado apontou uma redução da frota por aqui.

Com o crescimento das cidades, ruas com menos espaço livre e uma frota cada vez maior circulando, montar um estacionamento rotativo ajuda a melhorar a mobilidade urbana e é uma excelente oportunidade para quem quer empreender.

Confira este conteúdo que preparamos para você saber como abrir um estacionamento!

Estude o público e a região onde vai abrir o estacionamento

Para montar um estacionamento rotativo, a primeira decisão a ser tomada é escolher o local onde ele irá funcionar.

A boa escolha da região é fundamental em qualquer negócio, mas quando falamos desse tipo de serviço, não faz sentido escolher um lugar com pouca circulação de pessoas.

Dessa forma, o ideal é que seu estacionamento fique em regiões com grande movimento, tais como: áreas comerciais, instituições de ensino, hospitais ou espaços onde são realizados eventos com público (estádios, ginásios esportivos, casas de show, polos gastronômicos, entre outros).

Dependendo da localização e das pessoas que são potenciais clientes um estacionamento pode ser estabelecido tanto em terrenos abertos como em garagens cobertas – e que, muitas vezes, dispõem de vagas em diversos pavimentos.

Ao escolher o espaço, considere:

  • Valor do aluguel ou compra do terreno ou prédio onde o estacionamento vai ficar;
  • Possíveis gastos com obras para adaptar o espaço escolhido para a atividade, incluindo a adequação às normas de acessibilidade (idosos, gestantes, pessoas com deficiência etc.);
  • Perfil de renda e do público, fatores que impactam diretamente no nível de serviço que será oferecido e na projeção dos valores de ticket médio e do fluxo de caixa;
  • Número de concorrentes e a demanda por serviços de estacionamento na área;
  • Vizinhança e segurança do local como um todo;
  • Custos operacionais tais como despesas fixas, equipe, equipamentos, manutenção…
  • Facilidade de acesso;
  • Se esse tipo de atividade é permitida no local, de acordo com a legislação municipal;
  • Gastos com licenciamento, documentação e demais passos para abrir a empresa (pessoa jurídica do estacionamento).

Saiba como funciona um estacionamento rotativo

Por definição, um estacionamento é o local destinado para que vários veículos possam estacionar por um determinado intervalo de tempo (minutos, horas, dias ou meses).

Os estacionamentos podem ser operados tanto por empresas privadas (que atuam em edifícios-garagem, estacionamentos particulares, centros comerciais etc.) quanto por agentes e/ou concessionários públicos – que cuidam de vagas nas ruas, praças, avenidas e demais ambientes coletivos, comuns à sociedade em geral.

Aqui neste texto, vamos considerar apenas as questões relacionadas aos estacionamentos privados.

Neste caso, essa atividade comercial costuma comercializar as vagas disponíveis de duas formas:

  1. Vagas rotativas:
  2. Vagas para mensalistas:

As vagas rotativas são aquelas utilizadas temporariamente por clientes, geralmente por períodos curtos (minutos ou horas). Dessa forma, o pagamento pelo uso da vaga é referente ao período em que o veículo ficou estacionado no local e a prestação de serviço cessa assim que a vaga é liberada para ser utilizada por outras pessoas.

Já as vagas para mensalistas são alugadas para garantir o acesso por um período maior, que costuma ser de dias ou meses (enquanto vigorar o aluguel). Assim, a vaga continuará disponível para quem aluga o espaço mesmo após a saída do veículo que a ocupa.

Geralmente, os estacionamentos trabalham de forma híbrida, reservando parte das vagas para uso rotativo e o restante para quem é mensalista.

Esse modelo é interessante por gerar previsibilidade de parte da receita (de acordo com o número de vagas alugadas para mensalistas) e, ao mesmo tempo, possibilitar um fluxo de arrecadação contínuo (de acordo com a rotatividade de uso das demais vagas).

Veja como montar um estacionamento rotativo

Para montar um estacionamento rotativo e oferecer um serviço de qualidade, é importante considerar os seguintes aspectos:

  • Planejamento;
  • Legalização;
  • Finanças;
  • Necessidades operacionais.

Vamos falar um pouco mais sobre cada um deles, destacando os principais pontos para você saber como abrir um estacionamento bem planejado, legalizado e seguro.

Passo 1 – Como montar um estacionamento rotativo: planejamento

O planejamento é o primeiro passo para quem desejar começar seu próprio negócio. Então, se você quer abrir um estacionamento rotativo, precisa planejar.

Para oferecer um serviço de qualidade, você vai precisar bem mais do que um espaço com vagas demarcadas e uma pessoa tomando conta do local e recebendo pagamentos.

Comece fazendo um bom plano de negócios. Segundo o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), o plano de negócios é “um documento que descreve por escrito os objetivos de um negócio e quais passos devem ser dados para que esses objetivos sejam alcançados, diminuindo os riscos e as incertezas. Um plano de negócio permite identificar e restringir seus erros no papel, ao invés de cometê-los no mercado”.

Com ele, você vai levantar diversas informações que vão ajudar a manter o foco, definir a estratégia e as ações para tirar sua ideia do papel, tais como:

  • O que é o negócio e o serviço a ser oferecido;
  • Público-alvo;
  • Estudo da concorrência e de dados sobre o mercado;
  • Pontos fortes e fracos;
  • Localização do estabelecimento;
  • Definição do modelo de funcionamento;
  • Investimento a ser realizado;
  • Projeção de faturamento, lucro e retorno do que foi investido, entre outras coisas.

Um plano de negócio é um instrumento dinâmico e deverá ser atualizado mesmo depois que o estacionamento estiver funcionamento.

O próprio Sebrae oferece suporte para quem deseja elaborar seu plano de negócios, além de um manual completo sobre o assunto, que pode ser consultado aqui neste link.

Passo 2 – Como montar um estacionamento rotativo: legalização

Para abrir um estacionamento, é importante contar com os serviços de um(a) contador(a) desde o início para saber o que vai ser necessário para legalizar seu estabelecimento.

Além da abertura do CNPJ, há vários órgãos envolvidos para obter toda a documentação necessária para a legalização do seu estacionamento: a Junta Comercial, Receita Federal, Prefeitura, Secretaria de Fazenda e até o Corpo de Bombeiros local.

Mais do que o pagamento de impostos e taxas e a obtenção de licenças e autorizações de funcionamento, seu estacionamento rotativo precisará se adequar às normas técnicas exigidas para garantir que o local seja acessível, seguro etc.

Passo 3 – Como montar um estacionamento rotativo: finanças

Além do valor necessário para o aluguel ou a compra do espaço onde você irá montar seu estacionamento rotativo, o planejamento financeiro deve incluir todo o investimento a ser feito em infraestrutura, equipamentos, contratação de equipe qualificada, projeção de despesas fixas e variáveis e por aí vai.

Outro ponto: não esqueça de escolher a maquininha de cartão que será utilizada no seu estabelecimento.

Passo 4 – Como montar um estacionamento rotativo: necessidades operacionais

Após os três passos anteriores, é hora de cuidar das necessidades operacionais do seu estacionamento.

Isso envolve toda a infraestrutura do espaço para que ele possa funcionar com segurança e excelência – o que é muito mais do que apenas disponibilizar um espaço para as pessoas estacionarem seus veículos

As necessidades operacionais incluem: equipamentos de segurança e manutenção, sinalização (interna e externa), uniforme das pessoas da sua equipe, equipamentos de telefonia e informática, sistemas de automação, cobertura de danos eventuais e acidentes e insumos diversos.

Mais do que nunca, é hora de pesquisar e negociar com fornecedores para deixar tudo pronto para o momento de abrir seu estacionamento.

6 dicas para montar seu estacionamento rotativo e ter sucesso

Como vimos, abrir um estacionamento rotativo envolve muitas etapas.

Então, confira seis dicas que podem contribuir para você ter sucesso neste segmento.

Invista em automação

Investir em automação contribui para que você faça uma boa gestão do seu estacionamento rotativo. Soluções integradas evitam o descontrole financeiro e ajudam a agilizar o gerenciamento do negócio como um todo.

De modo geral, a integração otimiza a operação no dia a dia, principalmente se há uma grande demanda pelo serviço.

Quanto maior o número de clientes e da sua equipe, maior a necessidade de ter equipamentos que facilitem a entrada e saída de veículos, o registro de clientes e a manutenção das finanças – desde o pagamento até o fechamento de caixa.

O nível de automação, portanto, vai depender do tamanho do seu estacionamento rotativo.

Ofereça serviços adicionais no seu estacionamento

A oferta de serviços adicionais pode aumentar sua receita e a satisfação da clientela. Então, que tal ter um compressor de ar para calibrar um pneu que esvaziou?

A bateria arriou? Não deixe que clientes esquentem a cabeça: disponibilize um carregador de baterias para resolver o problema.

Apareceu um carro muito sujo? Ofereça limpeza interna e externa para deixar o veículo brilhando.

Até algo simples, como um display de chicletes e chocolates próximos ao balcão de pagamento contribui para incrementar seus ganhos. Use a criatividade!

Proporcione uma boa experiência para seus clientes

Ter uma equipe gentil e ágil são princípios básicos para um bom atendimento ao cliente. Mas isso é exatamente um diferencial…

Para o seu estacionamento rotativo se destacar, precisa oferecer mais do que isso. Como? Indo além do básico. E isso não se refere só à dica anterior, onde falamos da oferta de serviços adicionais.

Mas pode ser, simplesmente, mostrando que você se importa com seu público. Se seu estacionamento rotativo for aberto, pode ser importante ter guarda-chuvas disponíveis para evitar que as pessoas se molhem até chegar ao carro.

Outra boa ideia é deixar um carrinho de mercado por perto, para ajudar quem está com muitas bolsas ou carregando objetos pesados.

Oferecer uma água gelada, um café quentinho ou uma balinha também ajudam a criar uma percepção positiva, algo fundamental para fidelizar e conquistar mais clientes.

Promova parcerias com empresas

Fazer parcerias com empresas que ficam no entorno do seu estacionamento rotativo é uma maneira de aumentar o fluxo de pessoas que utilizam seu serviço.

Procure estabelecimentos que não tenham estacionamento próprio e ofereça percentuais de desconto para clientes em comum, estabelecendo uma relação “ganha-ganha” com outros lojistas.

Diversifique as formas de pagamento do seu estacionamento rotativo

A digitalização ampliou bastante as opções de pagamento disponíveis. Por isso, é importante flexibilizar e deixar que cada cliente pague o serviço como preferir.

Além do dinheiro e do cartão, ofereça também pagamentos com QR Code, carteiras digitais e Pix.

Dar liberdade de escolha para o seu público na hora de pagar é sempre um diferencial interessante para não perder clientes.

Use a inteligência de dados a seu favor

Mais do que montar seu estacionamento rotativo, você quer ter sucesso no empreendimento, certo? Para isso, você precisa ter uma visão completa do seu negócio.

Como está sua performance diante da concorrência? Qual o perfil de renda dos seus consumidores? Quais os dias e horários com maior ou menor movimento? Quantos clientes são novos e quantos são recorrentes?

Ter resposta para essas e outras perguntas faz muita diferença. E é para isso que existe o Cielo Farol, a ferramenta de gestão que ajuda você a entender melhor o seu negócio e tomar as melhores decisões.

O Cielo Farol está disponível em duas versões:

  • Plano básico, que é totalmente gratuito e fornece análise de suas vendas e o perfil dos seus clientes;
  • Plano completo, que traz todas as informações do plano básico e ainda compara o seu negócio com seus concorrentes mais próximos por apenas R$ 39,90 mensais (com acesso gratuito no primeiro mês).

Assista o vídeo e descubra como o Cielo Farol pode ajudar a gestão do seu estacionamento rotativo:

Leia também >>> Quais são os principais indicadores de vendas? Como medir e otimizá-los?

 


Portfólio de Soluções! Encontre a que melhor combina com você.

Portfolio de soluções encontre a sua.

Cielo LIO

A máquina inteligente que trabalha por você e economiza seu dinheiro.
Saiba mais
Portfolio de soluções encontre a sua.

Cielo FLASH

A maquininha ultraveloz para você vender muito mais
Saiba mais
Portfolio de soluções encontre a sua.

Cielo ZIP

Na Cielo Você ganha! sua maquininha de verdade.
Saiba mais

Entre em contato e prepare-se para vender mais:

Central de Relacionamento

4002-5472 (todas as localidades)
0800-579-8472 (exceto capitais)

Suporte Técnico

4002-9111 (todas as localidades)
0800-579-0111 (exceto capitais)

Ouvidoria

0800-570-2288