Você está em:

Dicas e Histórias de Sucesso

Como começar a vender marmitex? Aprenda como ganhar dinheiro!

Muita gente pensa em começar a vender marmitex como uma forma de gerar renda. Se este for o seu caso, esse texto pode te ajudar!
Publicado por Equipe Cielo

Empreendedora prepara salada para começar a vender marmitex no seu negócio.

Se você procura saber como começar a vender marmitex, esse texto vai trazer informações importantes.

Abrir um negócio focado em alimentação exige muito conhecimento e planejamento para dar certo.

Afinal, embora seja um ramo promissor, também é bem concorrido.

Se você seguir as dicas abaixo, porém, terá boas chances de fazer acontecer!

Portanto, continue lendo para aprender como começar a vender marmitex.

Como começar um negócio de marmitas

A etapa de planejamento é decisiva para que uma atividade como começar a vender marmitex dê bons resultados.

A partir de agora, vamos ver o que é preciso fazer antes de qualquer outra coisa.

Estude a concorrência para encontrar uma oportunidade

Em qualquer tipo de negócio, conhecer o mercado é o primeiro passo para começar a traçar suas estratégias.

Para isso, é importante procurar outros serviços de vendas de marmitas e analisar a concorrência.

Um dos meios mais rápidos para fazer isso é buscando em aplicativos de delivery como iFood e Rappi, por exemplo.

Mas, você também pode pesquisar nas redes sociais ou mesmo percorrer a região onde pretende trabalhar em busca de folders e outros meios de divulgação.

Analise os preços, os pratos oferecidos e os diferenciais desses concorrentes.

Faça um plano de negócios

Com base nessas informações, você já poderá ter uma ideia do que vai precisar e de como começar a vender marmitex.

Liste todos os ingredientes e utensílios de cozinha necessários, além do espaço que você vai usar para preparar e embalar a comida. O recipiente onde vai a comida também deve ser incluído.

Pesquise os preços de tudo o que você precisar para encontrar os fornecedores ideais.

Pense também no público que você quer atingir e nas formas de divulgação.

Com as facilidades da internet, você pode vender direto pelo WhatsApp.

E já crie um calendário com datas sazonais que possam render boas oportunidades, como Páscoa e Natal.

Aprenda a precificar suas marmitas

Definir o seu preço é um ponto sensível, já que é preciso superar a concorrência, mas sem deixar de lado a sua margem de lucro.

O primeiro passo para isso é definir o custo de cada marmita.

Para isso, meça quanto de cada ingrediente é necessário para preparar uma porção inteira.

Depois, confira quantas marmitas podem ser feitas com o conteúdo de uma embalagem inteira e divida o preço dela pelo resultado da sua conta.

Some os resultados e você tem o preço de custo, que é importante para evitar que você fique no prejuízo.

Depois, é o momento de definir quanto você vai ter de lucro com cada marmita.

Considere também suas despesas, como gás e água, e do tempo, esforço e o valor que você agrega ao transformar ingredientes em deliciosas refeições.

Vale a pena investir no mercado de marmitex?

Para sabermos se vale a pena montar uma iniciativa como começar a vender marmitex, vamos levar em conta dados sobre o público brasileiro, pesquisados pela empresa londrina Kantar, especializada em consultoria e pesquisa de mercado.

O estudo apontou que os serviços de delivery de alimentos não foram afetados pela volta do atendimento presencial no país.

O levantamento indica que 89% dos brasileiros pediram comida pela internet, ainda mais do que os 80% registrados no auge da pandemia de Covid-19.

Ou seja, esse hábito veio para ficar.

É claro que essa pesquisa leva em conta todo tipo de delivery de alimentos.

Porém, dados do Sebrae-SP apontam um crescimento de 65% no setor de marmitas entre 2019 e 2022.

Quais são os principais riscos do setor?

Todo investimento tem seus riscos e, no ramo de alimentação, é preciso tomar cuidado com alguns fatores como:

  • Alta concorrência: como qualquer setor em crescimento, a venda de marmitas tem atraído muitos empreendedores, o que aumenta a competição;
  • Baixa margem de lucro: justamente para driblar a concorrência, muitos comerciantes baixam demais seus preços, comprometendo seus ganhos;
  • Problemas com higiene: a falta de cuidados na produção dos pratos pode levar a problemas de saúde por ingestão de comida malfeita, o que causaria danos irreparáveis ao negócio.

Para evitar situações como essas, acompanhe nossas dicas.

Aprenda como começar a vender marmitex

Bom, até aqui mostramos como fazer seu planejamento e quais riscos você precisa levar em conta para começar seu empreendimento.

Então, é hora de ver na prática como começar a vender marmitex.

Confira nossas dicas a seguir.

Defina um segmento de atuação e estabeleça um cardápio básico

Você pode fazer um cardápio básico de comida caseira e entregar no Centro da sua cidade ou em alguma outra região movimentada, que tenha muitos escritórios, lojas ou até canteiros de obras.

Justamente por ser uma boa ideia, muitos outros empreendedores já pensaram nisso.

Então, para fugir da concorrência, é possível pensar em um segmento mais específico.

Por exemplo, produzir marmitas fitness para um público mais preocupado com a saúde, sem glúten e ou lactose, para quem tem dieta restrita.

Ou mesmo vegetarianos ou veganos.

Com técnicas de inteligência de mercado, você poderá conhecer bem seu público e tomar decisões com base nessas informações.

Assim, fica mais fácil saber o que vender.

Crie um cardápio básico, com um prato a cada dia da semana, para depois pensar em mais variações.

Invista em produtos de qualidade

Para fazer uma boa comida, é preciso ter ingredientes de qualidade.

Portanto, se você quiser economizar nessa parte, não vai conseguir apresentar um diferencial para conquistar seus clientes.

Por outro lado, não quer dizer que você deve comprar a comida mais cara.

Faça testes de ingredientes de diferentes marcas até preparar os pratos mais deliciosos.

Visite feiras ecológicas e centrais de abastecimento (Ceasa) para comprar alimentos perecíveis. Afinal, escolher bons fornecedores é muito importante.

Mercados grandes, atacados e “atacarejos” são boas opções para itens industrializados.

Promova parceria com empresas da sua região

Uma boa forma de divulgar seus produtos e conquistar mais clientes é fazer parcerias com outras empresas.

Ofereça um desconto para os clientes de seus parceiros, desde que eles façam o mesmo em contrapartida.

Assim, seu produto pode chegar até outros consumidores.

Alguns exemplos são parcerias com estacionamentos, prédios com muitos escritórios e com academias – se você trabalha com marmitas fitness.

Lembre-se de oferecer um preço competitivo, mas sem deixar de lado de uma boa margem de lucro.

Estude e melhore os processos de entrega

Não basta cozinhar bem se você não conseguir entregar aos seus clientes a melhor experiência do começo ao fim.

Para que ele aprecie seu prato, é preciso que a comida chegue quentinha.

Por isso, saber como começar a vender marmitex inclui também melhorar os processos de entrega.

O ideal é que você possa acompanhar presencialmente a entrega para avaliar possibilidades de melhoria.

Mesmo à distância, é importante monitorar o envio.

Procure sempre avaliar se as rotas são as ideais e se as condições de armazenamento são boas.

Crie um programa de fidelidade

Fazer promoções é sempre uma boa para superar a concorrência.

E quando você consegue atrair seus clientes, o próximo passo é incentivar que consumam sempre suas marmitas.

Aí entra o programa de fidelidade: um plano para que o cliente obtenha vantagens caso siga comprando com você.

Pode ser um plano simples, como uma marmita grátis a cada 10 ou 15 compras.

Outra ideia é estabelecer uma pontuação para cada compra e criar uma lista com vantagens como descontos ou itens adicionais em troca de determinado número de pontos.

Assim, você pode aumentar o ticket médio do seu negócio.

Busque conhecimento técnico

A qualificação é importante para qualquer segmento de negócio.

E para lidar com a alimentação, é preciso conhecer as melhores práticas de higiene para evitar contaminação.

Para isso, faça um curso de manipulação de alimentos.

Muitas prefeituras oferecem as aulas gratuitamente, e você também pode fazer pela plataforma da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Cursos de culinária também podem ser úteis para buscar melhorar seus pratos, mas os cuidados com a higiene precisam vir primeiro.

Peça feedback aos clientes e melhore seus processos

E então, já sabe como começar a vender marmitex?

Neste texto, mostramos que existem várias etapas a serem cumpridas antes de começar a preparar e entregar sua comida.

Da mesma forma, a relação com cada um dos seus clientes não termina na hora da entrega.

É preciso garantir que ele vai continuar comprando sua comida e mostrar que você procura aperfeiçoar sempre seus processos.

Uma boa forma de se fazer isso é pedir feedback, ou seja, opiniões e sugestões de como melhorar, quem sabe até uma pesquisa de satisfação do cliente.

Assim, você poderá ter ideias que vão agradar outros consumidores também.

Sem contar que a cobrança também é um ponto sensível, e por isso precisa ser fácil, prática e fluida.

A Cielo tem soluções para você receber seus pagamentos pela internet ou presencialmente, com maquininha de cartão.

A Cielo Zip, por exemplo, é uma máquina que cabe no seu bolso e não precisa de celular para funcionar. Ela conta com bateria de longa duração e é ideal para você levar na hora de entregar ou vender marmitex como ambulante.

Receba agora mesmo uma oferta personalizada para o seu negócio!


Portfólio de Soluções! Encontre a que melhor combina com você.

Portfolio de soluções encontre a sua.

Cielo LIO

A máquina inteligente que trabalha por você e economiza seu dinheiro.
Saiba mais
Portfolio de soluções encontre a sua.

Cielo FLASH

A maquininha ultraveloz para você vender muito mais
Saiba mais
Portfolio de soluções encontre a sua.

Cielo ZIP

Na Cielo Você ganha! sua maquininha de verdade.
Saiba mais

Entre em contato e prepare-se para vender mais:

Central de Relacionamento

4002-5472 (todas as localidades)
0800-579-8472 (exceto capitais)

Suporte Técnico

4002-9111 (todas as localidades)
0800-579-0111 (exceto capitais)

Ouvidoria

0800-570-2288