Você está em:

Dicas e Histórias de Sucesso

Dicas de negócios para empreender: opções lucrativas com baixo investimento

Em busca das melhores dicas de negócios para empreender? Veja 7 opções interessantes para começar sua empresa com pouco dinheiro.
Publicado por Equipe Cielo

Mulher empreendedora em frente a um notebook faz anotações sobre dicas de negócios.

Para quem tem o sonho de abrir empresa, nada melhor do que ter acesso a dicas de negócios para empreender. E a boa notícia é que nem sempre é necessário um investimento alto para começar.

Empreender pode ser para você. Acredite.

Muitas vezes, tudo que você precisa é de uma boa ideia e muita dedicação. Apresentando uma solução a um problema comum das pessoas, é possível conquistar seu espaço no mercado.

E se você busca por dicas de negócios para empreender, este conteúdo vai ajudar.

Separamos sugestões que vão desde vender café na esquina até criar cursos online. São ideias de negócios com pouco dinheiro exigido no início.

Em muitos casos, você só vai usar um computador com conexão à internet, ou nem isso.

Também vamos ver neste texto a definição de empreendedorismo, as vantagens de começar como MEI e maneiras de avaliar, divulgar e promover o seu negócio, além de administrá-lo financeiramente.

Então, siga na leitura até o final e comece a tirar o sonho do papel!

Qual é a definição de empreendedorismo?

O empreendedorismo é a habilidade de solucionar problemas, gerar oportunidades, criar soluções e investir na criação de ideias relevantes para seu público e para a sociedade.

É assim que define o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

Ser um empreendedor é ser um realizador, um profissional que desenvolve um projeto que impacta na vida de outras pessoas de alguma forma, com um produto ou serviço que seja útil para elas.

Ou seja, é alguém como você.

Ao se dedicar a criar um negócio que vai resolver o problema de alguém, você pode – e deve – se enxergar como empreendedor ou empreendedora.

Não importa o porte da empresa, o tempo de vida ou os números de vendas, ou mesmo se ainda nem começou a jornada: você já precisa pensar como um profissional que faz a diferença na vida de outras pessoas.

Vantagens de iniciar como MEI

Começar a jornada empreendedora como MEI é o melhor caminho se você vai iniciar um negócio do nada.

A principal vantagem é a questão tributária.

Se o negócio vai começar faturando abaixo de R$ 81 mil por ano, que é o teto atual do MEI, não tem por que pagar mais impostos do que o DAS MEI, que vai de R$ 61,60 a R$ 66,60 por mês, dependendo se você presta serviços ou vende produtos (ou os dois).

Esse é um valor fixo mensal, que não muda conforme você vende.

Além disso, é tudo muito simplificado.

Não é preciso nem sair de casa para abrir uma MEI em poucos passos (clique aqui para saber como fazer) e os impostos vêm numa guia única, como já mencionamos.

A declaração de Imposto de Renda do MEI também é bem simples.

Além disso, está tramitando no Congresso uma medida que deverá ampliar o teto do MEI para até R$ 144,9 mil a partir de 2023.

Então, a menos que você disponha de um investimento alto para abrir um negócio que já vai nascer grande, a dica é começar como MEI.

Se você ultrapassar o teto de faturamento muito rapidamente, é um bom problema: basta fazer a adequação a outro porte de empresa e vida que segue.

Como avaliar as ideias de negócios em sua realidade?

Antes de entrarmos nas ideias propriamente ditas, um aviso importante.

É preciso avaliar as sugestões que vamos apresentar (e outras que você ouvir ou ler por aí) de acordo com a sua própria realidade e o contexto em que o seu negócio vai se inserir.

O primeiro ponto a analisar é a sua própria aptidão.

Vamos a um exemplo singelo.

Digamos que cozinhar não é exatamente um dos seus principais talentos.

Então, talvez não seja uma boa pedida para você a ideia de fazer bolo para vender.

Outro detalhe importante é o mercado e o cenário onde você está.

Talvez alguém lhe apresente uma ideia interessante de negócio, mas o produto envolve alta tecnologia e você mora em uma área rural, por exemplo.

Outra questão a analisar é a capacidade de investimento, mas no nosso caso aqui, todas as dicas serão bem acessíveis.

Enfim, você entende o ponto que queremos estabelecer: as sugestões a seguir precisam ser avaliadas conforme a sua situação específica.

Dito isso, vamos a elas.

7 dicas de negócios para empreender com pouco dinheiro

Precisa de ideias de negócios com pouco dinheiro? Então, vai gostar das dicas para empreender que separamos.

A maioria delas trata de negócios online, que funcionam pela internet.

Mas nada impede você de adaptar a ideia para ganhar com vendas em loja física.

Suas possibilidades são ilimitadas. Vamos lá?

1. Venda de produtos pela internet

O e-commerce vive uma expansão absurda no Brasil.

Você pode vender produtos de fabricação própria, caso tenha alguma experiência com isso ou já tenha uma loja física de algum nicho, mas não precisa se restringir a isso.

Afinal, há várias modalidades de comércio virtual.

É possível ter uma loja online de produtos variados, com estoque próprio, ou mais fácil: apostar no dropshipping, formato em que não é preciso sequer ter estoque, pois a loja faz o meio de campo com algum site estrangeiro e lucra com a diferença.

Uma forma ainda mais simples de empreender com e-commerce é vender em um marketplace de algum gigante como Magazine Luiza, Americanas, Netshoes, etc.

Nesse caso, você usa a audiência, a credibilidade e até os produtos dessas grandes redes para vender e faturar.

Também é possível abrir um brechó online, por exemplo, e vender em plataformas como Enjoei ou em um site próprio ou mesmo pelas redes sociais.

Enfim, as ideias para vender na internet são praticamente infinitas.

2. Delivery de comida

Hoje em dia é relativamente fácil abrir um negócio de venda de alimentos por delivery.

Escolha o tipo de comida, organize seu modo de produção, como vai ser feita a entrega, formalize a empresa, abra perfis em aplicativos como o iFood e comece a faturar.

Clique aqui para saber como montar uma lanchonete delivery de sucesso.

3. Freelancer pela internet

Se você tem talento para oferecer algum serviço que pode ser feito pelo computador, sem vínculo empregatício, a internet está aí para conectar você com os clientes.

Sites como Freelancer, Workana, 99Freelas, Get Ninjas e outros podem ser uma boa pedida para designers, publicitários, redatores, jornalistas e tradutores.

Trabalhos mais braçais também podem ser agenciados por meio destas plataformas, como eletricista, pedreiro, encanador e marceneiro.

A diferença é que, neste caso, o profissional precisa estar na mesma cidade que os clientes finais para fazer as visitas presenciais.

4. Cursos e aulas online

Para quem tem algum talento específico ou desempenhou uma carreira em algum ramo que seja de interesse das pessoas, por que não disseminar esse conhecimento pela internet e ser remunerado por isso?

Plataformas como Hotmart, Udemy e outras são boas para criar seu curso online.

5. Mercado de afiliados

Afiliados são intermediários que recebem comissões para promover produtos na internet.

Lembra que no item anterior mencionamos os cursos online?

Então, você também pode divulgar outros cursos, palestras e e-books, entre outros, e começar a ganhar dinheiro sem precisar de nenhum investimento financeiro.

Novamente, a Hotmart é um bom local para pesquisar esse tipo de oportunidade, assim como Monetizze, Lomadee e outros.

6. Venda no porta-malas

Existem muitos itens que podem ser vendidos no porta-malas: roupas para revenda, itens para casa, lanches, café, etc.

No caso dos lanches, posicione-se próximo a algum local de trabalho ou estudo e espere as pessoas saírem.

Se a comida for boa e o ponto for movimentado, pode ter certeza que você vai faturar.

7. Criar conteúdo online

Você pode ganhar dinheiro na internet criando conteúdo para blogs com anúncios, vídeos engraçados ou didáticos para o YouTube, lives monetizadas, etc.

Se tiver carisma ou conhecimento em algum nicho específico, pode produzir conteúdo com engajamento até se tornar um influenciador digital.

Assim, poderá fazer parcerias com marcas, as famosas “publis”, e começar a viver disso.

Nesse caso, a dificuldade é que a conquista de público e relevância pode levar bastante tempo.

Como divulgar seu projeto para os vizinhos?

Assim que o negócio começar a funcionar, é hora de divulgá-lo!

Algumas dicas rápidas:

  • Se o projeto envolver vendas, comece vendendo no seu bairro, para os seus vizinhos, amigos e familiares
  • Peça para eles também divulgarem para suas redes de conhecidos
  • Faça promoções de lançamento para as pessoas conhecerem seus produtos
  • Use e abuse das redes sociais e de aplicativos de mensagem como o WhatsApp.

Como promover seu negócio online?

Já que mencionamos as redes sociais, é bom lembrar que elas são o maior motor de divulgação hoje em dia.

Crie um perfil profissional no maior número de redes possível – se tiver que escolher, entre no mínimo no Instagram e no Facebook.

Se possível, produza imagens com boa qualidade – não precisa ser profissional – para mostrar os seus produtos.

Caso tenha condições de investir dinheiro na promoção do material, use estratégias de marketing digital, tanto com conteúdo orgânico quanto com anúncios pagos nas redes sociais e outras plataformas.

Como organizar o fluxo de caixa para crescer?

Depois de escolher sua empresa entre as dicas de negócios para empreender, qual o próximo passo? Crescer, certo?

E para crescer, ou mesmo se manter, é preciso organização financeira.

Você precisa monitorar constantemente o seu fluxo de caixa, que é uma ferramenta usada para controlar o dinheiro que entra e sai.

Com a Cielo, você pode vender parcelado e receber à vista.

Para se manter em dia, é preciso fazer as contas regularmente, com periodicidade semanal, quinzenal ou mensal.

Registre cada movimentação, faça um planejamento de vendas, fique atento ao estoque e aos recebíveis, assim como às despesas previstas.

Uma boa dica para controlar tudo isso é usar um sistema de gestão financeira.

Ofereça a possibilidade de pagamento por cartão e reduza a inadimplência

Depois de fazer todo o esforço de criar seu negócio e começar a empreender por conta própria, você não vai querer tomar calote, não é mesmo?

Uma excelente maneira de evitar a inadimplência é aceitar pagamento por cartão.

Afinal, hoje em dia, muita gente não carrega mais dinheiro, e você vai ouvir “Posso te pagar depois?”

Esta é a hora em que você mostra a maquininha da Cielo e garante o recebimento.

Além disso, a Cielo tem dezenas de soluções financeiras que podem ser úteis para o seu negócio.

Você pode receber pelo Pix, por exemplo, monitorar seus indicadores de vendas e muito mais.

Aumente as vendas e fature mais com a Cielo!


Portfólio de Soluções! Encontre a que melhor combina com você.

Portfolio de soluções encontre a sua.

Cielo LIO

A máquina inteligente que trabalha por você e economiza seu dinheiro.
Saiba mais
Portfolio de soluções encontre a sua.

Cielo FLASH

A maquininha ultraveloz para você vender muito mais
Saiba mais
Portfolio de soluções encontre a sua.

Cielo ZIP

Na Cielo Você ganha! sua maquininha de verdade.
Saiba mais

Entre em contato e prepare-se para vender mais:

Central de Relacionamento

4002-5472 (todas as localidades)
0800-579-8472 (exceto capitais)

Suporte Técnico

4002-9111 (todas as localidades)
0800-579-0111 (exceto capitais)

Ouvidoria

0800-570-2288