Você está em:

Dicas e Histórias de Sucesso

Aprenda como colocar preço no produto com essas dicas práticas

Quer revender algo com preços competitivos e sem prejuízos? Saiba os critérios para definir da maneira correta.
Publicado por Equipe Cielo

Empreendedor com caneta e bloco de notas calcula o preço e a margem de lucro dos seus produtos.

Saber como colocar preço no produto é uma das principais tarefas para quem está começando a empreender.

É preciso prestar atenção a vários fatores para chegar a um valor lucrativo e competitivo.

Neste artigo, vamos explicar como fazer, apresentar os três modelos de precificação mais utilizados e dar algumas dicas que podem ajudar.

Então leia até o final para apreender como colocar preço no produto.

Como colocar preço no produto ajuda seu negócio?

Saber como colocar preço no produto pode ser o fator decisivo para o sucesso de seu negócio.

Afinal, você precisa de uma margem de lucro que possibilite cobrir todos os gastos e tirar seu sustento.

Além disso, a evolução do seu negócio depende do aumento da sua receita.

Por isso, seus preços precisam ter o valor suficiente para garantir a saúde financeira da empresa sem deixar de lado a competitividade em relação à concorrência.

Qual é a importância da precificação correta de um produto?

A precificação correta ajuda você a garantir um valor nem muito alto e nem muito baixo.

Afinal, embora possa parecer tentador baixar os preços e lucrar pelo volume de vendas realizadas, dessa forma você pode passar ao consumidor uma ideia de desvalorização do seu produto.

Além disso, você corre o risco de não conseguir sustentar os custos do seu negócio.

Por outro lado, se cobrar demais pelos seus produtos, poderá ficar com eles encalhados.

Como colocar margem de lucro em produtos

Margem de lucro é a fração de cada produto que você ganha por venda, já descontando o valor investido.

Esse valor deve estar incluído no seu planejamento de vendas para que você possa estimar como colocar preço no produto. Confira o vídeo que fizemos com cinco passos para você fazer esse planejamento:

Além disso, é preciso conhecer as definições que vamos mostrar abaixo.

Quais são os custos operacionais do seu negócio?

Todo o valor que você investe no seu negócio é dividido entre:

  • Custos: gastos diretos com compra ou produção;
  • Despesas: gastos relacionados à manutenção do negócio.

Portanto, se você produz os itens que vende, some todos os gastos com matéria-prima, mão-de-obra, equipamentos e até energia ou água usados na produção.

Em caso de revendas, considere gastos com a compra, o transporte e o armazenamento das suas mercadorias.

Entenda o que é preço de venda

Para uma precificação eficiente, é importante saber tudo o que forma o preço de venda.

Além dos custos operacionais, pense também em um valor que compense despesas como folha salarial, impostos e manutenção da loja física ou virtual.

A partir daí, a definição da sua margem de lucro passa por outros fatores como:

  • Valor agregado do produto;
  • Preço da concorrência;
  • Oferta e demanda;
  • Inflação.

Qual é o custo unitário de produção?

Custo unitário de produção é a soma de tudo o que você gasta por cada item produzido.

Por isso, além de incluir o custo operacional, é importante calcular também as despesas.

Faça uma média dividindo o total de despesas pela quantidade de itens fabricados no mês, mesmo que seja apenas uma estimativa.

É importante ressaltar que um dos problemas mais comuns na precificação de produtos ocorre quando não se leva em conta todos os gastos na produção.

Quais são os modelos de precificação de um produto?

Não há um método definitivo de como colocar preço em um produto.

Porém, existem três modelos de precificação amplamente usados por empresas.

1. Markup

Markup é um modelo que leva em consideração os percentuais estimados com os gastos do negócio e o lucro desejado aplicado ao produto.

Para isso, o empreendedor estabelece os percentuais definidos para cada um desses itens:

  • Despesas fixas;
  • Despesas variáveis;
  • Margem de lucro desejada.

Desta forma, o preço de venda é fixado a partir do seguinte cálculo:

  • 100 / [100 – (% despesas variáveis + % despesas fixas + % margem de lucro)]

Depois de feito o cálculo, basta multiplicar o markup pelo custo de produção para obter o preço de venda.

2. Margem de contribuição

Margem de contribuição é o valor que o negócio recebe com cada venda – descontados os custos e despesas variáveis.

Nesse modelo, o ponto de partida é o preço de venda estimado pela empresa.

Desse número, é subtraído o valor dos custos e despesas.

O resultado é o lucro líquido, ou seja, o valor que sobra para a empresa.

Para obter o percentual da margem de contribuição, é preciso fazer o seguinte cálculo:

  • Valor de venda – custos e despesas variáveis / valor de venda.

3. Margem sobre o custo

Esse modelo considera os custos operacionais, sem levar em conta as despesas, para definir um preço de venda que inclua também a margem de lucro esperada.

Para se chegar a esse valor, é necessário determinar o percentual da margem de lucro e calcular o valor real proporcional ao preço do item.

Depois, é só somar o resultado ao custo operacional.

Por exemplo: se você espera lucrar 50% sobre um produto com custo de R$ 10, o lucro deverá ser 50% de R$ 10, ou seja, R$ 5.

Portanto, seu preço de venda é R$ 15.

Como colocar preço no produto? Confira 6 dicas importantes

Agora que você já conhece as principais definições relacionadas à precificação, veja nossas seis dicas de como colocar preço no produto.

1. Faça uma pesquisa na concorrência

Este é o primeiro passo para começar a precificar seu produto.

Ao observar o quanto os concorrentes cobram, você já tem uma base da média do mercado.

Aproveite e veja também quais diferenciais esses itens têm e o quanto eles impactam no preço.

Quem tem um mercadinho, por exemplo, vai conferir o preço de venda de cada item na concorrência e analisar em relação a seus custos.

A partir da média cobrada do mercado e dos seus custos operacionais, você pode começar a definir seus preços.

2. Encontre e destaque seus diferenciais

Você se lembra de quando falamos sobre os fatores que formam o preço de venda sobre um produto?

Além dos custos e das despesas, é preciso levar em consideração os diferenciais competitivos que podem aumentar o valor do produto.

Veja alguns exemplos:

  • A exclusividade do item, ou seja, se ele pode ser encontrado em outra loja além da sua;
  • A demanda de clientes interessados em relação à oferta no mercado;
  • A garantia de vantagens que dificilmente outra mercadoria semelhante pode proporcionar;
  • A personalização.

3. Estabeleça uma margem de lucro saudável para o negócio

Como já vimos no começo deste artigo, a sua margem de lucro não é apenas o valor que você ganha pelo seu negócio.

Inclua também um valor a ser investido em melhorias para aumentar a eficiência do seu negócio.

Para isso, é preciso definir a estratégia do seu negócio, de acordo com o seu segmento e o tipo de item que você vende.

Algumas empresas vendem artigos em grande quantidade com uma margem pequena, enquanto outras focam em oferecer itens com alto valor agregado e cobrar uma margem maior.

Portanto, essas últimas são empresas que vendem menos, mas vendem bem.

4. Observe a cadeia produtiva

Saber como colocar preço no produto também inclui o conhecimento da cadeia produtiva que envolve o item.

Se você trabalha com revendas, monitore todos os fornecedores aos quais você tiver acesso e também procure sempre os serviços de frete com melhor custo-benefício.

Se você fabrica seus itens, o olhar precisa ser mais amplo, já que inclui todos os insumos, equipamentos e mão-de-obra necessários.

Tudo isso pode influenciar nos seus custos operacionais e ajudar você a encontrar um preço competitivo e lucrativo.

5. Crie uma planilha de precificação

Tudo fica mais fácil quando as informações são bem organizadas.

Por isso, criar uma planilha de precificação é tão importante na administração do seu negócio.

Liste todos os seus produtos, incluindo informações como volume de compra diário, o custo operacional, a margem sobre o custo e outros dados que você considerar relevantes.

Por exemplo: uma loja de roupas pode incluir uma listagem com todas as peças de determinado tipo.

Assim, é possível definir a margem de lucro de cada uma, conforme as variáveis incluídas.

6. Use um software de gestão

Se você encontrar dificuldades para encontrar o preço ideal dos seus produtos, pode valer a pena investir em um software de gestão financeira, como um ERP – sigla em inglês para Enterprise Resource Planning que, em tradução livre para o português, quer dizer Planejamento de Recursos Empresariais.

Esse sistema pode auxiliar na gestão de processos relacionados à produção, recursos humanos, cadeia de suprimentos e serviços.

Com ele, você pode informar os custos operacionais e as despesas para obter opções de preços de venda.

Porém, lembre-se que a decisão final precisa ser sua, pois só você pode levar em consideração fatores como oferta, demanda e diferenciais.

Aprenda a fazer promoções que aumentem o ticket médio e fidelizem clientes

Neste artigo, mostramos como colocar preço no produto depende de muitas variáveis.

Vimos, por exemplo, que baixar a sua margem de lucro para aumentar as vendas pode não ser a melhor ideia.

Já depois de definir sua precificação, realizar promoções para atrair clientes pode ajudar a aumentar suas vendas sem comprometer a saúde financeira do seu negócio.

Com criatividade, você pode elevar seu ticket médio oferecendo combos de produtos a um preço mais vantajoso ou com descontos progressivos.

Oferecer várias formas de pagamento também é importante.

Além das maquininhas ou soluções de e-commerce que permitam que seus clientes paguem as compras como preferem, há também muitos benefícios em vender parcelado


Portfólio de Soluções! Encontre a que melhor combina com você.

Portfolio de soluções encontre a sua.

Cielo LIO

A máquina inteligente que trabalha por você e economiza seu dinheiro.
Saiba mais
Portfolio de soluções encontre a sua.

Cielo FLASH

A maquininha ultraveloz para você vender muito mais
Saiba mais
Portfolio de soluções encontre a sua.

Cielo ZIP

Na Cielo Você ganha! sua maquininha de verdade.
Saiba mais

Entre em contato e prepare-se para vender mais:

Central de Relacionamento

4002-5472 (todas as localidades)
0800-579-8472 (exceto capitais)

Suporte Técnico

4002-9111 (todas as localidades)
0800-579-0111 (exceto capitais)

Ouvidoria

0800-570-2288