Você está em:

Dicas e Histórias de Sucesso

Marketplace: o que é, como funciona e quais são as vantagens? Aumente suas vendas

O marketplace pode ser uma opção interessante para quem quer fazer vendas pela internet. Saiba o que é e como funciona!
Publicado por Equipe Cielo

No notebook, empreendedora confere as vendas da sua loja de roupas realizadas em um marketplace.Uma das primeiras noções que um empreendedor iniciante deve ter é o que é marketplace e como funciona.

Afinal, esse formato tem suas vantagens e desvantagens, como qualquer outro.

Por isso, dependendo do seu perfil, pode ser a melhor alternativa para oferecer um produto ao cliente.

Se você está pensando em dar os primeiros passos no próprio negócio, leia o artigo até o fim e entenda o que é marketplace e como funciona.

Entenda o que é marketplace

Para que você saiba o que é marketplace e como funciona, precisamos partir de uma definição do modelo de negócios.

Marketplace é um tipo de plataforma de vendas virtuais em que qualquer lojista pode anunciar seus produtos ou serviços.

Desta forma, o consumidor que acessa a plataforma, seja entrando no site ou a partir de um aplicativo, pode ter contato com diversas ofertas a partir de uma busca pelo item desejado.

Grosso modo, é como se fosse um grande shopping center virtual, onde clientes podem encontrar diversos lojistas oferecendo mercadorias em um só “lugar”.

Como funciona um marketplace?

Este modelo de negócios permite que lojistas sejam encontrados pelos consumidores adequados.

Para você entender melhor o que é marketplace e como funciona, vamos dar um exemplo.

Imagine que você abriu um negócio de venda de artigos esportivos e um dos itens oferecidos é um tênis para corrida.

Você pode criar um anúncio dessa mercadoria dentro de um ou mais marketplaces.

Assim, o consumidor que está buscando por tênis de corrida vai até a plataforma, faz uma busca e acha diversas ofertas, incluindo a sua.

Os marketplaces cobram comissão?

Sim, a cobrança de comissão é a forma que o marketplace tem para lucrar com os anúncios.

Até porque, em geral, a criação do anúncio pode ser gratuita, mas muitas plataformas cobram para que ele apareça em uma posição de destaque ou tenha mais tempo de exposição.

Por isso, a cada venda que o cliente faz, um percentual vai para a plataforma.

Em geral, essas taxas podem variar de 10% a 20%.

Saber esse número é importante para que você saiba calcular a margem de lucro de cada artigo oferecido.

Diferenças entre marketplace e e-commerce

Por definição, e-commerce significa comércio eletrônico.

Ou seja, é um termo que abrange todas as atividades de venda pela internet, de todas as formas possíveis – o que inclui o próprio marketplace e todas as outras.

Na prática, porém, ter um e-commerce significa possuir uma loja virtual própria.

Inicialmente, era preciso desenvolver um site para isso. Mas, hoje em dia, existem muitas plataformas ou soluções que auxiliam no processo e ajudam quem quer fazer vendas online sem a necessidade de criar uma loja virtual do zero.

Assim, quem tem seu próprio e-commerce não enfrenta a concorrência de um anunciante em um marketplace.

Em contrapartida, além de construir sua loja online, ainda precisa implementar várias iniciativas de divulgação, como fazer promoções e estratégias de marketing direcionado.

Caso contrário, ninguém vai achar sua loja virtual.

Isso é bem diferente em comparação com o que é marketplace e como funciona esse modelo.

Afinal, muitos clientes entram no marketplace e procuram o que querem.

Portanto, neste caso, o desafio é superar os concorrentes dentro da plataforma.

Principais marketplaces brasileiros

Conhecer as principais plataformas em atividade no país pode ajudar a entender bem o que é marketplace e como funciona.

Por isso, confira esses exemplos:

Amazon

A gigante norte-americana é um dos principais marketplaces do planeta e tem uma plataforma completa para o público brasileiro, a Amazon Brasil.

Nela, é possível vender artigos de vários tipos, novos e usados.

As categorias abrangem produtos como:

  • Alimentos não perecíveis;
  • Artigos esportivos;
  • Eletrodomésticos e eletrônicos;
  • Ferramentas e itens para escritórios;
  • Moda e beleza;
  • Produtos para o lar.

Além disso, a plataforma exige uma autorização especial para quem quiser vender brinquedos, games, livros e bebidas alcoólicas.

Mercado Livre

Criado na Argentina, o Mercado Livre é um dos principais e mais completos marketplaces da América Latina.

A empresa surgiu com foco na venda de artigos usados, mas acompanhou a expansão do mercado de vendas online e se tornou referência nesse segmento.

Entre os itens mais vendidos estão equipamentos eletrônicos, acessórios para celulares, roupas e sapatos.

Porém, a lista de categorias é bastante extensa, o que permite apostar em nichos como equipamentos e insumos para o agronegócio, antiguidades e até vendas de automóveis.

Shopee

Ao contrário das primeiras plataformas da nossa lista, a Shopee chegou recentemente ao país.

Fundada em 2015, em Singapura, passou a operar no Brasil em 2019 e, desde então, teve um crescimento muito forte, impulsionado por muita publicidade e ofertas de desconto e vantagens.

A lista de categorias também é grande, incluindo até “itens de R$ 1” como chaveirinhos e adesivos.

Eletrônicos, produtos de saúde e beleza, utensílios domésticos, artigos esportivos e roupas em geral estão entre os itens com alto potencial de venda pela plataforma.

OLX

O OLX é mais uma referência na venda de itens usados por pessoas físicas, mas também é utilizada por quem deseja vender itens novos.

É uma plataforma fácil de usar e oferece um limite mensal de anúncios gratuitos.

A lista de categorias é bastante extensa, incluindo desde itens de pouco valor até imóveis para alugar ou vender.

Magalu

O marketplace da tradicional rede varejista Magazine Luiza surgiu em 2016 e se tornou um dos principais espaços para anunciantes.

Hoje em dia, a rede vende mais pela internet do que em lojas físicas.

Em resumo, as categorias que podem ser vendidas pela plataforma incluem:

  • Artigos para beleza e saúde;
  • Eletrodomésticos e eletrônicos;
  • Instrumentos musicais;
  • Itens para bebês;
  • Móveis, artigos para o lar;
  • Peças automotivas.

Via Varejo

O nome pode não soar familiar, mas a Via Varejo é o marketplace que reúne outras três redes varejistas tradicionais: as gigantes Casas Bahia, Ponto Frio e Extra.

Com um único cadastro, é possível anunciar nos três sites de vendas.

Por isso, tem uma lista bem grande de categorias.

Alguns dos destaques são:

  • Artigos esportivos;
  • Brinquedos;
  • Eletrônicos e eletrodomésticos;
  • Móveis e itens para o lar.

A empresa surgiu em 2010, quando as Casas Bahia se associaram ao Grupo Pão de Açúcar, responsável pelas outras duas redes.

Vantagens de vender em um marketplace

Agora que você já sabe bem o que é marketplace e como funciona, fica mais fácil decidir se este modelo é adequado para você.

Para ajudar, veja uma lista com algumas vantagens:

  • Visibilidade: os marketplaces que listamos acima são muito procurados, recebem várias visitas por dia, por isso podem ajudar a colocar seus produtos em evidência;
  • Investimento inicial baixo: as plataformas dispensam a necessidade de investir na criação do seu e-commerce;
  • Suporte: as próprias plataformas costumam fornecer atendimento gratuito para auxiliar comerciantes.

As principais desvantagens, como vimos, são a grande concorrência debaixo do mesmo endereço e a cobrança de comissões.

Cabe a você colocar tudo na balança e decidir!

Como ter sucesso em um marketplace?

Além de saber o que é marketplace e como funciona, é importante conhecer alguns atalhos para se dar bem nesse ramo.

Para isso, siga essas dicas:

  • Defina seu nicho: evite nichos muito concorridos, mas sem deixar de procurar mercados em alta;
  • Formalize seu negócio: em geral, marketplaces costumam exigir a formalização de empresas com CNPJ, mesmo que seja como MEI;
  • Precifique bem: para definir os preços de seus produtos, leve em consideração todos os seus gastos, as taxas de comissão e os valores da concorrência;
  • Capriche na divulgação: use boas fotos, escreva descrições detalhadas ao anunciar seus produtos e procure exaltar seus itens para usar inteligência emocional a seu favor.

Surpreenda seus clientes para fidelizá-los

Ao longo deste artigo, procuramos explicar o que é marketplace e como funciona.

Se você pretende investir nessa área, é importante se dedicar a construir um bom relacionamento com seu cliente.

Mesmo depois de a venda ser fechada, ações como enviar brindes ou agradecer um cliente pela compra podem fazer a diferença.

Nas próximas compras, muitos consumidores poderão ir direto até você em vez de entrarem no marketplace.

Assim, após construir sua reputação nas plataformas, você pode até começar a vender em outros canais como, por exemplo, as redes sociais.

Para isso, você pode contar com o Cielo Super Link. Com ele, você gera links de pagamento que permitem até o parcelamento! E você pode vender online sem precisar de um site ou de uma plataforma de marketplace!

É só gerar o link, compartilhar pelas redes sociais, e-mail ou apps de mensagem e sair vendendo!

Veja como funciona:

Fácil, né? Então, entre em contato com a gente e receba uma proposta personalizada!

Cielo. Todo dia, juntos pelo seu negócio.


Portfólio de Soluções! Encontre a que melhor combina com você.

Portfolio de soluções encontre a sua.

Cielo LIO

A máquina inteligente que trabalha por você e economiza seu dinheiro.
Saiba mais
Portfolio de soluções encontre a sua.

Cielo FLASH

A maquininha ultraveloz para você vender muito mais
Saiba mais
Portfolio de soluções encontre a sua.

Cielo ZIP

Na Cielo Você ganha! sua maquininha de verdade.
Saiba mais

Entre em contato e prepare-se para vender mais:

Central de Relacionamento

4002-5472 (todas as localidades)
0800-579-8472 (exceto capitais)

Suporte Técnico

4002-9111 (todas as localidades)
0800-579-0111 (exceto capitais)

Ouvidoria

0800-570-2288