Você está em:

Dicas e Histórias de Sucesso

Como vender salgados na rua? Quais são as oportunidades e riscos?

Você tem vontade de vender salgados na rua, mas não sabe por onde começar? Então leia este post e descubra como planejar, produzir e comercializar seus salgados com sucesso.
Publicado por Equipe Cielo

Empreendedor com seu carrinho de salgados para vender na rua.

Se você pretende começar um negócio, aprender como vender salgados na rua pode ser uma boa ideia.

Temos visto muitas mulheres fazendo sucesso com seus negócios e esse pode ser um bom ponto de partida – mas é claro que nada impede que homens invistam nessa área também.

O importante é ter informação e é isso o que você vai encontrar neste artigo.

Então, siga a leitura e confira como vender salgados na rua!

Como começar um negócio de salgados para vender na rua

Engana-se quem pensa que, para saber como vender salgados na rua, basta fazer a massa e o recheio e colocar no forno.

Antes da parte prática, é preciso realizar um planejamento, seguindo os passos que vamos mostrar a partir de agora.

Precisa de licença para vender salgados na rua?

Para comercializar alimentos como um negócio formal, é preciso ter um alvará de funcionamento.

Porém, uma atividade que não exige uma grande estrutura – como vender salgados na rua – pode ser realizada por um microempreendedor individual (MEI).

Nesse caso, geralmente, o código de Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE) utilizado é o 5612-1/00 (que se refere a serviços ambulantes de alimentação).

Aderir ao regime MEI é bem fácil e, em 2023, a contribuição para essa atividade é de R$ 66,10 mensais fixos.

Sendo MEI, você pode solicitar a dispensa do Alvará de Funcionamento, diretamente no site do governo federal, sem precisar pagar taxa.

Entretanto, cada município tem sua regulamentação.

Dependendo de onde você estiver, outros documentos podem ser necessários.

Portanto, procure a prefeitura da sua cidade para se informar.

Quais são as melhores opções de salgados para vender nas ruas?

Para saber como vender salgados na rua, é importante conhecer as receitas clássicas.

Algumas delas são simples e o resultado é capaz de encantar o cliente no primeiro atendimento.

Veja alguns bons exemplos:

  • Coxinha: é um sucesso e tem um custo barato, pois você só vai precisar de farinha e manteiga para a massa e frango e temperos para o recheio;
  • Risole: tem um modo de preparo parecido com o da coxinha, com variedade maior de sabores no recheio;
  • Enroladinho de salsicha: também é simples e barato. E você pode usar tempero em pó para dar sabor à massa;
  • Pastel assado: é importante ter sempre uma opção para quem quiser fugir da fritura e essa é uma das favoritas;
  • Torta de frango: um pouco mais complicada de fazer, mas cada fornada rende muitas fatias ou pedaços;
  • Empada: outra boa opção que permite variar bastante os sabores.

Quais equipamentos usar para fabricar salgados?

Uma atividade como vender salgados na rua tem potencial de lucro bem maior quando você mesmo fabrica seus quitutes.

Além disso, assim você pode colocar seu diferencial nos produtos, o que ajuda a atrair e fidelizar os consumidores.

E você pode conseguir fazer isso mesmo com pouco dinheiro em sua casa.

Mas, vai ser preciso contar com um bom forno e calcular todos os gastos com energia, gás e água.

Além disso, você vai precisar de espaço e de uma mesa grande.

Faça isso para começar. No entanto, depois que seu negócio crescer e a demanda aumentar, você poderá investir em equipamentos para profissionalizar sua produção.

Como precificar e ter lucro?

Agora que você chegou até aqui, já tem uma ideia do quanto você vai gastar, certo?

O próximo passo antes de calcular a margem de lucro é dar uma monitorada na concorrência, para ver quanto eles cobram e quais são os seus diferenciais.

Assim, você já sabe de quanto vai precisar para ter lucro sem deixar de lado a competitividade para atrair mais consumidores.

Se quiser, leve em conta também os gastos com a sua qualificação e a demanda pelos seus produtos, entre outros fatores.

6 dicas de como vender salgados na rua

Depois que você tiver em mente todos os detalhes do seu negócio, conforme explicamos acima, chega a hora de colocar a mão na massa – no caso, literalmente!

Portanto, aprenda a partir de agora como vender salgados na rua.

1. Encontre um bom local

Como já mencionamos, é preciso espaço para fabricar os salgados que você vai vender.

A cozinha precisa ser espaçosa, para que você possa manter o forno – se for apenas um – longe dos outros equipamentos.

Além disso, é preciso contar com uma mesa grande para preparar as massas antes de colocar para assar.

E não esqueça de seguir as normas da Vigilância Sanitária, pois ao obter a dispensa do alvará, você estará se comprometendo com isso.

Portanto, seu local também precisará ser limpo e livre de pragas e insetos.

2. Estude o seu público-alvo

Público-alvo é o perfil de pessoas que você espera que comprem seus salgados.

Por exemplo, as crianças e adolescentes que estiverem saindo da aula (caso você venda seus salgados em frente a uma escola).

No Centro da cidade ou em uma avenida movimentada, o público-alvo mais provável são trabalhadores que estiverem transitando nas ruas e estejam buscando uma refeição rápida.

Você pode definir quais salgados vai preparar para agradar esses perfis.

Essas informações também podem ajudar você a verificar os horários de maior movimento e os dias da semana ou do mês com mais chances de vendas.

Assim, fica mais fácil tomar decisões como horário para vender ou a quantidade a ser fabricada.

3. Defina as metas para o seu negócio e tenha um plano de ação

Nossa ideia neste artigo é mostrar como começar o seu negócio.

Mas a venda de salgados é uma atividade promissora, e para conquistar bons resultados, é preciso ir crescendo e ampliando a sua estrutura.

Para isso, trace metas de crescimento.

Ao usar sua própria cozinha, você terá uma produção limitada, suficiente para atender seus primeiros clientes.

Futuramente, você vai precisar de um espaço próprio para esse fim e equipamentos melhores.

Por isso, elabore planos de ação para aumentar suas vendas até atingir os seus objetivos e fazer seu empreendimento crescer.

4. Tenha bons fornecedores

A compra de ingredientes para fabricar seus salgados é um ponto crucial, por isso o fornecedor é tão importante.

Você poderá encontrar uma variedade bem grande, em relação ao preço e à qualidade.

Por isso, uma boa pesquisa de campo precisa estar prevista no seu planejamento.

E se você escolher comprar salgados prontos para revender, essa etapa é ainda mais importante, pois o produto final precisa ser bom e o preço deve permitir uma boa margem de lucro.

Assim que você encontrar o melhor fornecedor possível para seu negócio, construa uma boa relação para negociar descontos e vantagens.

5. Cuide da apresentação de seus produtos

Além do aspecto visual, é importante deixar seus salgados quentinhos para atrair consumidores pelo cheiro.

Afinal, no setor de Alimentação, a aparência faz toda a diferença, pois também “comemos com os olhos”.

É cientificamente comprovado que um alimento que parece ser saboroso representa um poderoso gatilho mental para vendas.

Em outras palavras, com uma boa apresentação, você pode gerar um impulso inconsciente, capaz de influenciar na decisão de uma pessoa de comprar seu produto.

6. Busque conhecimento técnico

Se você quiser levar seu empreendimento a sério, é preciso se qualificar.

Comece realizando um curso de manipulação de alimentos, obrigatório para quem trabalha no ramo.

Muitas prefeituras oferecem as aulas gratuitamente, além da própria Vigilância Sanitária.

Cursos de culinária e tutoriais na internet também podem ajudar você a criar novos diferenciais nos seus salgados.

Ofereça a opção de encomendas e eleve seu faturamento

Como vimos ao longo do artigo, saber como vender salgados na rua é uma boa alternativa para empreendedores iniciantes, mas para isso é preciso planejar.

Há vários passos a serem dados até que você escolha um local para vender seus lanches.

Quando isso acontecer, é preciso estar pronto para aproveitar todas as oportunidades de vendas que aparecerem.

E para isso, é preciso aceitar diversos meios de pagamento.

Com a popularização dos cartões de crédito e débito e do Pix, é cada vez mais comum as pessoas não saírem com dinheiro em espécie.

Muitas vezes, para sua própria segurança.

Então se você tiver uma maquininha de cartão, com certeza vai vender mais.

Coloque um cartaz informando que você aceita Pix e cartões. Você vai ver como a procura vai aumentar.

A Cielo conta ótimas opções de máquinas de cartão para empresas de todos os tamanhos. Além de ter várias funcionalidades, elas são como “portas de entrada” e permitem que você tenha acesso a diversas soluções para melhorar suas vendas, suas finanças e a gestão do seu negócio!

Para quem está buscando saber como vender salgados na rua, por exemplo, a Cielo ZIP é uma ótima escolha.

Afinal, ela cabe no bolso e não precisa de celular para funcionar. E ainda conta com bateria de longa duração!

Assim, você pode levar sua Cielo ZIP para onde quiser e impulsionar suas vendas aceitando todas as bandeiras de cartões de crédito e débito, além de vale refeição.

Receba uma oferta personalizada e conte com a parceria da empresa que é líder em pagamentos eletrônicos no Brasil!


Portfólio de Soluções! Encontre a que melhor combina com você.

Portfolio de soluções encontre a sua.

Cielo LIO

A máquina inteligente que trabalha por você e economiza seu dinheiro.
Saiba mais
Portfolio de soluções encontre a sua.

Cielo FLASH

A maquininha ultraveloz para você vender muito mais
Saiba mais
Portfolio de soluções encontre a sua.

Cielo ZIP

Na Cielo Você ganha! sua maquininha de verdade.
Saiba mais

Entre em contato e prepare-se para vender mais:

Central de Relacionamento

4002-5472 (todas as localidades)
0800-579-8472 (exceto capitais)

Suporte Técnico

4002-9111 (todas as localidades)
0800-579-0111 (exceto capitais)

Ouvidoria

0800-570-2288