Você está em:

Dicas e Histórias de Sucesso

Como calcular o valor de um produto caseiro e ter lucro? Aprenda agora

Quer saber como calcular o valor de um produto caseiro? Entenda por que é importante fazer essa conta e veja como fechar o valor final.
Publicado por Equipe Cielo

Mulher empreendedora de produto caseiro em seu ateliê

Saber como calcular o valor de um produto caseiro é um fator essencial para quem empreende.

Seja para vender no calor, no frio, em um bairro pobre ou mesmo no seu ambiente de trabalho, saber quanto cobrar pode representar a diferença entre o sucesso ou o fracasso.

Sem as devidas técnicas, você pode ter seus produtos encalhados no estoque ou pior: conseguir vender, mas ficar no prejuízo.

Pensando nisso, preparamos este conteúdo para explicar como calcular o valor de um produto caseiro para você acertar na administração do seu negócio.

Por que saber como calcular o valor de um produto caseiro?

Saber como calcular o valor de um produto caseiro é importante para garantir bons preços sem deixar de lucrar com sua atividade.

Afinal, não importa o que você vende, é inevitável encontrar concorrentes.

Seja para divulgar comida, artesanato ou qualquer item de fabricação caseira, é preciso se destacar em meio a vários negócios semelhantes.

E o preço é um dos fatores decisivos para isso.

Por isso, muitas pessoas saem baixando seus preços sem fazer os devidos cálculos e acabam tendo uma lucratividade muito baixa – ou seja, ganham pouco dinheiro.

Às vezes, o negócio pode até quebrar.

Portanto, saber como calcular o valor de um produto caseiro é o caminho para lucrar cobrando um preço justo.

Como o preço final é composto?

Para saber como calcular o valor de um produto caseiro, é necessário conhecer os conceitos que vamos mostrar a partir de agora.

O que são custos fixos?

Custos fixos são aqueles que não mudam de acordo com a quantidade produzida.

Ou seja, podem variar de um mês para o outro, mas sem relação com o volume de itens que você fabrica.

Um deles pode ser sua conta de luz ou água, desde que você não use alguma máquina que cause grande impacto no valor em sua fabricação.

Veja outros exemplos de custos fixos:

  • Salários de funcionários
  • Prestações de empréstimos ou da compra de equipamentos
  • Manutenção de equipamentos
  • Gastos com publicidade
  • Frete para receber ingredientes

O que são custos variáveis?

Custos variáveis são o contrário dos fixos, pois podem aumentar ou diminuir conforme a produção.

Imagine que uma empresa que vende doces faz uma promoção no Instagram e começa a vender mais no delivery.

Como será preciso comprar uma quantidade maior de ingredientes para fazer mais produtos, este é um exemplo de custo variável.

Também são custos variáveis:

  • Frete para entregar produtos
  • Material para embalar os itens
  • Brindes para entregar a clientes
  • Hora extra de funcionários
  • Comissões de vendas

O que é margem de lucro?

A margem de lucro é o indicador em forma de percentual que avalia a lucratividade.

Portanto, se você tem uma margem de lucro de 30%, significa que a cada R$ 1 investido, você ganhou efetivamente R$ 0,30.

Os outros R$ 0,70 servem para cobrir o que você investiu em todas as etapas da produção e venda.

Existe uma fórmula para você calcular sua margem de lucro:

  • Margem de Lucro = {[Preço – (Custos fixos + Custos variáveis)] / Preço]} x 100.

Aplicando esse cálculo, você vai poder definir a margem ideal para manter seu negócio competitivo.

Mas antes de sair fazendo contas, siga o passo a passo que vamos apresentar na sequência.

Como calcular o valor de um produto caseiro?

A partir das definições que mostramos no tópico anterior, você já tem como calcular o valor de um produto caseiro.

Para isso, siga as etapas que vamos mostrar a partir de agora.

1. Identifique o custo dos ingredientes

Antes de mais nada, é necessário saber quanto custam os insumos necessários para fabricar cada produto.

Se você trabalha com alimentos, é normal preparar uma quantidade grande por vez.

Nesse caso, é preciso dividir os gastos com os ingredientes para uma receita pelo total de porções que ela rende.

E se você fabrica enfeites ou outros produtos artesanais, aplique a mesma lógica, dividindo o total gasto com insumos pelo total de itens que eles rendem.

2. Adicione custos indiretos: energia, embalagem, etiquetas

Depois dos ingredientes, é hora de calcular os demais custos indiretos necessários para a fabricação.

Nessa hora, é importante considerar tudo o que envolve a produção, separando entre custos fixos e variáveis.

Além da luz, água, embalagens e etiquetas, é preciso considerar ainda o frete para entrega, os impostos, algum reparo ou compra de novos equipamentos, e por aí vai.

3. Qual é o tempo necessário para produção?

Para ter como calcular o valor de um produto caseiro, também é preciso contar o tempo que você leva preparando seu produto.

Afinal, esse é o seu trabalho, e é justo que seja remunerado.

Se considerarmos um salário de R$ 2 mil e uma carga horária de 200 horas, temos uma média de R$ 10 por hora.

Portanto, se você leva uma hora para fabricar 10 peças, poderá acrescentar R$ 1 ao preço de cada uma para compensar o tempo.

4. Qual é o valor da mão de obra?

Se você tem funcionários, nem pense em deixar de fora os custos com a remuneração do seu pessoal.

Aplique a mesma lógica do tempo necessário para a produção, dividindo a remuneração total pelo número de dias.

Assim, fica mais fácil definir o quanto de mão de obra foi necessário para produzir cada item.

5. Qual é o lucro desejado?

Você já conferiu neste artigo o que é e como calcular a margem de lucro, então é hora de definir o percentual no seu negócio.

No setor de comércio, a margem de lucro costuma ficar entre 15% e 20%.

No entanto, dependendo de fatores como a exclusividade do produto e a concorrência, é possível obter uma margem de até 40%.

E se você fizer alguma promoção em datas sazonais como Black Friday e Dia do Cliente, baixe seus preços sempre de olho na margem de lucro para não sacrificar seus ganhos.

6. Como será a divulgação e o custo dela?

Ainda faltam alguns detalhes para que você tenha como calcular o valor de um produto caseiro sem deixar nenhum gasto de fora da conta.

Um deles representa seus gastos com divulgação, ou seja, tudo aquilo que você investe para atrair a clientela.

Alguns exemplos são brindes, amostras grátis, impressão de panfletos e os gastos com publicidade paga na internet.

7. Quais são as taxas cobradas?

Se você quer atrair mais clientes, é importante oferecer várias formas de pagamento, seja para cobrar online ou de forma presencial na entrega.

Para isso, é preciso arcar com algumas taxas sobre transações, além do aluguel de maquininhas de cartão.

Mas se você tiver um celular com a tecnologia NFC, pode contar com o Cielo Tap.

A partir da tecnologia Tap on Phone, o sistema transforma o próprio aparelho em uma maquininha para receber pagamentos por aproximação, além de contar com Link de Pagamento e cobranças por Pix.

Assim, não há mensalidades, sendo preciso pagar apenas taxas a cada transação.

 

Faça uma pesquisa de mercado para validar o seu preço final

Até aqui, você conferiu como calcular o valor de um produto caseiro considerando todos os seus custos.

Depois que você chegou ao seu preço final, é importante fazer uma pesquisa entre a concorrência.

Assim, você pode se certificar de que vai cobrar um valor atraente para a clientela.

Ficar de olho no mercado é muito importante para manter seu negócio competitivo.

Por isso, os clientes da Cielo podem contar com uma solução que ajuda a comparar seu negócio a concorrentes.

O Cielo Farol fornece visões diárias, semanais e mensais de diversos dados da empresa em relação à concorrência, como o faturamento e o ticket médio.

Com o recurso, também é possível entender o perfil de renda e o comportamento de compra de quem consome seus produtos.

Conheça o Cielo Farol e veja como podemos ajudar seu negócio!


Portfólio de Soluções! Encontre a que melhor combina com você.

Portfolio de soluções encontre a sua.

Cielo LIO

A máquina inteligente que trabalha por você e economiza seu dinheiro.
Saiba mais
Portfolio de soluções encontre a sua.

Cielo FLASH

A maquininha ultraveloz para você vender muito mais
Saiba mais
Portfolio de soluções encontre a sua.

Cielo ZIP

Na Cielo Você ganha! sua maquininha de verdade.
Saiba mais

Entre em contato e prepare-se para vender mais:

Central de Relacionamento

4002-5472 (todas as localidades)
0800-579-8472 (exceto capitais)

Suporte Técnico

4002-9111 (todas as localidades)
0800-579-0111 (exceto capitais)

Ouvidoria

0800-570-2288