Você está em:

Dicas e Histórias de Sucesso

Como contabilizar a antecipação de recebíveis do cartão de crédito?

A antecipação do dinheiro das vendas feitas no cartão de crédito é uma ótima alternativa para melhorar seu fluxo de caixa, sem precisar recorrer a empréstimos. Entenda como contabilizar a antecipação de recebíveis!
Publicado por Equipe Cielo

Empreendedora dona de restaurante anota em papel informações de como contabilizar a antecipação de recebíveis.

Você sabe como contabilizar a antecipação de recebíveis no seu negócio?

Esse recurso é uma saída para empresas que precisam de dinheiro rápido e não querem pagar altos juros de empréstimos.

Porém, é preciso ter atenção na hora de fazer os lançamentos contábeis de valores recebidos nessa modalidade.

Continue a leitura e aprenda como contabilizar a antecipação de recebíveis da maneira correta.

O que é antecipação de recebíveis?

Antecipação de recebíveis é um recurso financeiro que as empresas utilizam para adiantar o recebimento de valores que vão entrar no caixa em uma data futura.

No caso, chamamos de recebíveis todas as contas a receber em cheques pré-datados, vendas parceladas e a prazo no cartão de crédito e até mesmo carnês (boletos parcelados).

Quando a empresa faz uma venda com pagamento a prazo, esses valores ficam garantidos, mas só são liquidados futuramente.

No cartão de crédito, por exemplo, é comum que o dinheiro das compras parceladas caia na conta da empresa em um prazo de 30 dias ou mais, dependendo do número de parcelas.

Ao aprender como contabilizar a antecipação de recebíveis, a empresa consegue receber esse valor garantido em um prazo mais curto.

Dessa forma, trata-se de uma excelente opção para conseguir um alívio rápido no caixa, pagar contas e aumentar o capital de giro do negócio sem precisar recorrer a empréstimos.

Como funciona a antecipação de recebíveis?

Existem três principais formas de conseguir a antecipação de recebíveis:

1. Por meio de instituições financeiras

Bancos, operadoras de cartão e adquirentes – como a Cielo, por exemplo – oferecem esse serviço e cobram taxas competitivas, dependendo do relacionamento com a empresa.

Essas empresas são classificadas como Registradoras de Recebíveis, instituições reguladas pelo Banco Central para unificar informações como:

  • Data e valor da venda;
  • Bandeira do cartão usado na compra;
  • Modalidade de pagamento (crédito à vista, parcelado ou débito);
  • Data de liquidação do pagamento.

A partir desses registros, a empresa acumula Unidades de Recebível (UR) vinculadas ao seu CNPJ que podem ser usadas na antecipação de valores.

2. Por meio de FIDCs

Os Fundos de Investimentos em Direitos Creditórios (FIDCs) são fundos de investimentos que permitem a antecipação de recebíveis por meio da venda de direitos creditórios.

Ou seja: a empresa vende a um terceiro o seu direito a receber do cliente no futuro, recebe o dinheiro na hora e remunera os investidores com uma taxa de juros.

A vantagem desse método são as taxas competitivas, a isenção de IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) e a possibilidade de realizar as operações pela internet, por meio de uma corretora de valores.

Veja também: Como funciona o Open Finance e quais são os seus benefícios?

3. Por meio de factorings

Factorings são operações de antecipação de recebíveis executadas por empresas terceirizadas.

Esse método não exige tanta burocracia para o empreendedor, mas em contrapartida, tem taxas mais altas.

Quais são os tipos de recebíveis?

Para entender como contabilizar a antecipação de recebíveis, você precisa conhecer os principais tipos de valores que podem ser adiantados:

  • Vendas no crédito (cartão de crédito à vista e parcelado);
  • Títulos de crédito, como carnês, cheques pré-datados, duplicatas e notas promissórias;
  • Títulos de dívida negociados no mercado financeiro, como cotas de FIDCs, debêntures, Certificado de Recebíveis Imobiliários (CRIs) e Certificado de Recebíveis do Agronegócio (CRAs).

Quando vale a pena utilizar a antecipação de recebíveis?

A antecipação de recebíveis vale a pena quando você precisa de dinheiro rápido em caixa para uma necessidade imediata da empresa, como o pagamento de contas, reforço do capital de giro e uma oportunidade de investimento.

Dessa maneira, é a opção com menores taxas em comparação a empréstimos, uma vez que você não empresta recursos de terceiros, mas antecipa valores que já são da empresa.

Além disso, pequenas empresas podem se beneficiar muito dessa alternativa pelos custos menores.

Saiba também como funciona a antecipação de recebíveis para MEI.

Vantagens do adiantamento de recebíveis

As principais vantagens do adiantamento de recebíveis são:

Desvantagens do adiantamento de recebíveis

Já as desvantagens de solicitar a antecipação de recebíveis são:

  • Dificuldade em controlar o fluxo de caixa com a antecipação de saldo futuro;
  • Risco de ficar inadimplente no momento da quitação dos recursos antecipados;
  • Dependência de recursos de antecipação.

Conceitos relacionados à antecipação de cartão

Antes de entender como contabilizar a antecipação de recebíveis, confira nosso glossário.

Entenda o que é factoring

Já vimos que factoring, ou fomento mercantil, é uma das formas de conseguir a antecipação de recebíveis.

Nesse caso, trata-se de uma operação financeira de compra de direitos creditórios, ou seja, a compra de um título que dá direito ao recebimento de um valor.

Logo, existem empresas especializadas em factoring que compram os recebíveis, pagando o valor à vista com a cobrança de uma taxa e depois disponibilizam como títulos no mercado financeiro.

Diferença entre empréstimo e antecipação de recebíveis

Enquanto o empréstimo requer uma análise de crédito e tem taxas de juros mais altas, a antecipação de recebíveis é bem menos burocrática e mais barata.

Afinal, a garantia que o dinheiro já é da empresa torna o processo mais simples e seguro para ambas as partes.

O que é um lançamento contábil?

Um lançamento contábil é o registro de um fato da contabilidade, ou seja, um evento que afeta o patrimônio e as contas de uma empresa.

Eles podem ser:

  • De primeira fórmula: abrangem uma conta devedora e uma conta credora;
  • De segunda fórmula: abrangem uma conta devedora e mais de uma conta credora;
  • De terceira fórmula: abrangem mais de uma conta devedora e apenas uma credora;
  • De quarta fórmula: abrangem mais de uma conta credora e mais de uma devedora.

Aprenda como contabilizar a antecipação de recebíveis

Agora sim, você tem as informações necessárias para aprender como contabilizar a antecipação de recebíveis.

Veja como funciona passo a passo:

Registre as vendas e valores antecipados

Na hora de registrar as vendas no cartão de crédito, crie uma nova conta contábil dentro do ativo circulante (bens e direitos que podem ser convertidos em dinheiro em curto prazo) chamada “contas a receber da administradora X”.

Lembre-se de anotar as vendas com máquina de cartão e por outros meios, como links de pagamento, gateway de pagamento e carteiras digitais.

Na anotação, devem constar o preço do produto, a modalidade da venda (à vista ou a prazo) e o número de parcelas.

Já os valores antecipados devem ser registrados preferencialmente como passivos (dívidas e obrigações), uma vez que são dívidas contraídas com as empresas que repassaram o adiantamento.

Veja também: Como transferir dinheiro da maquininha para a conta bancária?

Use os relatórios dos valores recebidos

Quando você fizer a antecipação de recebíveis, a operadora de cartão de crédito ou outra instituição financeira vai entregar um relatório mensal com os valores antecipados.

Assim, você poderá conferir se os registros estão corretos, comparando seus lançamentos com o documento.

Ajuste os lançamentos errados

Se encontrar qualquer divergência entre o relatório enviado pela instituição financeira e os seus registros, contate imediatamente a empresa para fazer a correção.

Além disso, anote os lançamentos diariamente em seus extratos para não perder o controle dos valores.

Registre os procedimentos de antecipação

É fundamental registrar todos os procedimentos da antecipação de recebíveis.

Lembre-se de anotar o valor recebido pela empresa, a taxa cobrada e a data de pagamento dos adiantamentos.

Conheça os diferenciais da Antecipação Avulsa no mesmo dia

A Antecipação Avulsa no mesmo dia da Cielo adianta o pagamento dos seus valores a receber de vendas feitas no crédito à vista ou parcelado, em poucos cliques e sem burocracia.

Você pode solicitar o adiantamento quando quiser, de forma avulsa ou programada.

O dinheiro cai na sua conta no mesmo dia ou em até um dia útil, garantindo um reforço rápido para despesas, emergências e investimentos.

Veja como funciona:

Então, antecipe suas vendas agora mesmo!

E se você ainda não é cliente Cielo, receba uma proposta personalizada!


Portfólio de Soluções! Encontre a que melhor combina com você.

Portfolio de soluções encontre a sua.

Cielo LIO

A máquina inteligente que trabalha por você e economiza seu dinheiro.
Saiba mais
Portfolio de soluções encontre a sua.

Cielo FLASH

A maquininha ultraveloz para você vender muito mais
Saiba mais
Portfolio de soluções encontre a sua.

Cielo ZIP

Na Cielo Você ganha! sua maquininha de verdade.
Saiba mais

Entre em contato e prepare-se para vender mais:

Central de Relacionamento

4002-5472 (todas as localidades)
0800-579-8472 (exceto capitais)

Suporte Técnico

4002-9111 (todas as localidades)
0800-579-0111 (exceto capitais)

Ouvidoria

0800-570-2288