Você está em:

Dicas e Histórias de Sucesso

Vender roupas: no digital ou no mundo físico?

Publicado por Equipe Cielo

Para quem está pensando em investir no segmento de vestuário, surge a dúvida: é melhor abrir uma loja física ou virtual?
 
O mercado vem mudando muito, mas o prazer de renovar o guarda-roupa sempre vai existir. O surgimento de novos canais de venda e a migração de negócios para o mundo digital abriu horizontes pouco explorados. O processo de reinvenção trouxe oportunidades para muitos empreendedores.
O segmento de moda já vinha num processo de digitalização. As vendas de roupas e acessórios, por meio das redes sociais, ganharam espaço nos últimos anos. Essa transformação criou a necessidade de inovações, tanto na divulgação, quanto no atendimento.
Mesmo quem optou por permanecer nos estabelecimentos, precisou aprender a divulgar no mundo virtual. Também foi necessário entender que as interações precisam ser acompanhadas e respondidas. Mais do que isso: é necessário oferecer um atendimento com qualidade idêntica ao da loja física.
Para quem optou pelo mundo virtual, houve um processo inverso. Como oferecer confiança sem a experiência física, a famosa “prova das roupas”? Como garantir que os pagamentos serão efetuados de forma segura e os produtos entregues?
Esses são apenas alguns dos desafios no momento de decidir em qual mundo você irá iniciar seu negócio. Existem muitos outros, que precisam ser avaliados e trabalhados por meio de um planejamento sólido.
Mas nós queremos contribuir para que a sua jornada seja um sucesso. Por isso, trouxemos algumas diferenças-chave entre o segmento de vestuário no mundo físico e no mundo virtual. Confira!

Experiência de compra

Quando pensamos nas diferenças entre lojas virtuais e lojas físicas, a primeira que surge é a experiência de compra. A loja física possibilita ao cliente tocar o produto, experimentar tamanhos e modelos e tirar dúvidas de forma direta. Em uma loja virtual, todo o processo fica por conta de fotos, vídeos e interações por meio de chats.
Aqui, o grande desafio das lojas virtuais é oferecer ao cliente uma experiência completa, por meio do desktop ou celular. Esteja disponível para tirar dúvidas, dar informações e auxiliar no processo de escolha. Demonstre interesse pelo seu cliente, focando sempre em fidelizar.
Invista em fotos e vídeos das roupas sendo usadas por algum modelo. Isso ajuda na hora da escolher o tamanho e oferece uma visão do caimento da peça. E não se preocupe: não precisa contratar alguém para vestir as roupas, você mesmo pode fazer esse papel.
Não se esqueça de fornecer todas as informações do produto nas legendas das fotos. Além do preço, vale informar disponibilidade de cores e tamanho e até mesmo o material.
Mas não pare por aí: que tal compartilhar combinações, sugestões e looks? Além de tornar sua página mais convidativa, você ainda tem a chance de vender mais de um produto!

Que tal atender o Brasil todo?

Quando você escolhe entrar no mundo digital, tem uma vantagem: pode vender para as mais diversas regiões. A internet não tem fronteiras, por isso, uma boa divulgação pode gerar demandas em outras localidades.
Muitas lojas de roupas vêm ganhando força ao estender seu atendimento para todo o território brasileiro. Por outro lado, quem opta por uma estrutura física, acaba restringindo sua área de atuação.
Aqui, vale avaliar custos: o envio de produtos é mais vantajoso do que um aluguel, por exemplo?

Dá para esperar a entrega?

Pensando no uso do produto, as lojas físicas oferecem a possibilidade de consumo imediato. Por outro lado, ao comprar online, o cliente precisa esperar a entrega e, em caso de troca, passar por um novo processo.
Aqui, no caso de um público mais imediatista, as lojas físicas tendem a sair ganhando. Por outro lado, clientes que esperam comodidade acima de tudo, podem optar por aguardar a entrega. O viés do perfil do consumidor está muito presente nessa questão.
Quem quer se manter no ambiente virtual, e mesmo assim atrair um público mais impaciente, precisa desenvolver boas estratégias. O cliente precisará ser convencido de que esperar vale a pena, pois vai receber um produto diferenciado.

Não esqueça do estoque

O estoque é essencial para atender as demandas dos clientes. Nesse sentido, as lojas virtuais têm uma vantagem: mesmo quando um produto acaba, é possível deixá-lo visível para os clientes. Na loja física, o cliente não verá a peça de roupa e não terá o interesse despertado.
Nas lojas virtuais, caso o cliente se interesse por um produto indisponível, pode solicitar que seja avisado quando houver reposição. Embora nem todo cliente vá efetuar a compra futuramente, uma parcela deles continuará interessado e seguirá com a aquisição.

E na hora do pagamento?

Quando falamos em pagamento, as lojas físicas e virtuais tendem a oferecer modelos bastante parecidos. A Cielo oferece inúmeras soluções, tanto nas máquinas quanto no meio digital, para você aceitar pagamentos sem se preocupar.
No caso de uma loja física, temos várias máquinas. Escolha aquela que se encaixa melhor no seu negócio. Já se você tem um negócio virtual, que tal usar o Super Link e aproveitar que temos, inclusive, entrega integrada?
Deu para perceber que cada modelo de negócio tem suas facilidades e desafios, não é mesmo? Crie um planejamento, estabeleça seus objetivos e escolha aquele que melhor se encaixa para alcançá-los. Ou, que tal, investir em dois canais de venda?
Empreender é se superar. Nós acreditamos na capacidade do empreendedor brasileiro vencer todos os desafios!


Portfólio de Soluções! Encontre a que melhor combina com você.

Portfolio de soluções encontre a sua.

Cielo LIO

A máquina inteligente que trabalha por você e economiza seu dinheiro.
Saiba mais
Portfolio de soluções encontre a sua.

Cielo FLASH

A maquininha ultraveloz para você vender muito mais
Saiba mais
Portfolio de soluções encontre a sua.

Cielo ZIP

Na Cielo Você ganha! sua maquininha de verdade.
Saiba mais

Entre em contato e prepare-se para vender mais:

Central de Relacionamento

4002-5472 (todas as localidades)
0800-579-8472 (exceto capitais)

Suporte Técnico

4002-9111 (todas as localidades)
0800-579-0111 (exceto capitais)

Ouvidoria

0800-570-2288