Você está em:

Dicas e Histórias de Sucesso

Profissional liberal ou autônomo: o que é e como ser um? | Cielo

Publicado por Equipe Cielo

Confira os principais passos e desafios de trabalhar por conta própria.

 

Trabalhar por conta própria, sem chefe ou carteira assinada, já é uma realidade para 23 milhões de brasileiros. Além de ser uma saída para evitar o desemprego, atuar como profissional liberal ou autônomo permite que o trabalhador tenha mais flexibilidade em seus horários e seja seu próprio patrão.
 
Como ser autônomo?
Profissionais autônomos são todos aqueles trabalhadores que exercem suas atividades por conta própria, sem carteira assinada. Eletricistas, carpinteiros e encanadores são alguns exemplos que se enquadram nessa modalidade de trabalho.
A categoria também inclui os profissionais liberais, que são trabalhadores autônomos cujas atividades exigem uma formação acadêmica específica.
Médicos, advogados ou dentistas,  por exemplo, podem atuar como profissionais liberais e atender clientes de maneira privada, além de poder prestar serviços para mais de uma empresa.
Apesar das vantagens que o trabalho autônomo proporciona, é preciso estar atento para evitar dores de cabeça:  ao contrário de trabalhadores com carteira assinada, trabalhadores autônomos devem seguir alguns passos para formalizar sua situação profissional e escapar de problemas com a Receita Federal.
 

Pagar INSS como autônomo

Profissionais liberais e autônomos que prestam serviços para pessoas físicas devem pagar  INSS. Além de permitir que o trabalhador se aposente pelo INSS, a contribuição permite o acesso a benefícios como licença-maternidade, afastamento por doença e aposentadoria por invalidez. A guia para o pagamento pode ser gerada no site do INSS.
Para pagar o INSS como contribuinte individual, é necessário um cadastro no Programa de Integração Social (PIS).
Autônomos que já trabalharam com carteira assinada provavelmente já têm esse registro, que também é conhecido como  Número de Inscrição Social (NIS) Número de Inscrição do Trabalhador (NIT).
É possível verificar o número na carteira de trabalho ou fazer uma consulta pelo RG em agências da Caixa Econômica Federal. Trabalhadores autônomos que não tenham número de PIS podem obtê-lo online no site do Cadastro Nacional de Informações Sociais.
 

Como comprovar renda sendo autônomo?

Não é incomum que profissionais liberais ou autônomos passem por algumas dificuldades para comprovar renda perante bancos ou outras instituições.
Apesar de não contar com um contrato de trabalho ou um pagamento mensal fixo, porém, autônomos podem comprovar sua renda apresentando documentos como declaração de imposto de renda, notas fiscais, recibos de comprovantes de depósitos ou extratos bancários, entre outros.
É importante ser organizado e guardar documentos relacionados a pagamento caso seja necessário comprovar renda.
 

Como fazer um CNPJ?

Profissionais autônomos que queiram emitir nota fiscal por seus serviços devem contar com um CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica). Uma das maneiras mais simples de fazê-lo é tornar-se um Microempreendedor Individual (MEI). Além de possibilitar a emissão de nota, o cadastro também facilita o pagamento de impostos e a formalização do negócio.
 
Agora que você já sabe como ser um profissional liberal ou autônomo, leia Máquina de cartão de crédito para autônomos.
 


Portfólio de Soluções! Encontre a que melhor combina com você.

Portfolio de soluções encontre a sua.

Cielo LIO

A máquina inteligente que trabalha por você e economiza seu dinheiro.
Saiba mais
Portfolio de soluções encontre a sua.

Cielo FLASH

A maquininha ultraveloz para você vender muito mais
Saiba mais
Portfolio de soluções encontre a sua.

Cielo ZIP

Na Cielo Você ganha! sua maquininha de verdade.
Saiba mais

Entre em contato e prepare-se para vender mais:

Central de Relacionamento

4002-5472 (todas as localidades)
0800-579-8472 (exceto capitais)

Suporte Técnico

4002-9111 (todas as localidades)
0800-579-0111 (exceto capitais)

Ouvidoria

0800-570-2288