Você está em:

Índice ICVA

ICVA aponta: vendas no Varejo voltam a subir e crescem 0,3% em junho

Crescimento ocorre após dois meses de baixa. Macrossetor de Bens Não Duráveis compensou as quedas de Serviços e Bens Duráveis
Publicado por Equipe Cielo

Empreendedora de cabelos escuros, pele branca e camisa social branca confere o ICVA de junho de 2023 na tela do seu celular.

O Índice Cielo do Varejo Ampliado (ICVA) mostra que, após retração por dois meses seguidos, as vendas no Varejo subiram 0,3% em junho – já considerando o desconto da inflação – em comparação com o mesmo mês de 2022.

Em termos nominais, que espelham a receita de vendas observadas pelo varejista, o crescimento foi de 1,8%.

De forma geral, o desempenho foi beneficiado por efeitos de calendário. Ao comparar com o mesmo mês do ano passado, junho teve uma sexta-feira a mais e uma quarta-feira a menos em 2023. Tradicionalmente, a sexta-feira é um dia mais forte para o Varejo.

O macrossetor de Bens Não Duráveis foi o único que cresceu no mês, com desempenho de 3,8%.

Postos de Combustíveis e Supermercados & Hipermercados estão entre os segmentos que mais colaboraram para o resultado.

Bens Duráveis e Semiduráveis caiu 4,6%. O segmento de Materiais de Construção foi o que apresentou a maior queda do macrossetor, seguido de Vestuário & Artigos Esportivos.

O macrossetor de Serviços também teve queda, de 2,2%. Neste caso, o segmento que mais contribuiu para o resultado negativo foi Bares & Restaurantes.

“Após dois meses de queda do Varejo, o macrossetor de Bens Não Duráveis ajudou a impulsionar o resultado para um patamar positivo. Porém, é importante ressaltar que o macrossetor de Bens Duráveis e Semiduráveis, o principal responsável pelas quedas de abril e maio, ainda apresentou uma retração de 4,6%”, afirma Carlos Alves, vice-presidente de Produtos e Tecnologia da Cielo.

“Um dos setores que mais contribuíram para essa queda foi o de Materiais de Construção, que, após crescimentos mensais acentuados durante o período de quarentena, entre 2020 e 2021, tem apresentado resultados negativos consecutivos nos últimos dois anos”, complementa.

Gráfico com dados do ICVA de junho de 2022 a junho de 2023.

Alimentação e Transportes contribuem para a queda da inflação

O Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), apurado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), apontou queda de 0,08% em junho. O índice acumulado nos últimos 12 meses ficou em 3,16%.

Segundo o IBGE, a queda teve influência do recuo do grupo de Alimentação e de Transportes. O índice teve sua menor variação para o mês de junho desde 2017.

Ao ponderar o IPCA pelos setores e pesos do ICVA, a inflação do Varejo Ampliado acumulada em 12 meses em junho foi de 1,5%, com desaceleração em relação ao índice registrado no mês anterior.

Entre as regiões, Nordeste é o destaque

De acordo com o ICVA deflacionado e com ajuste de calendário, os resultados de cada região em relação a junho de 2022 foram:

  • Nordeste: alta de 3,1%;
  • Norte: queda de 0,4 %;
  • Sudeste: queda de 1%;
  • Sul: queda de 1,4%;
  • Centro-Oeste: queda de 2,7%.

Pelo ICVA nominal – que não considera o desconto da inflação – e com ajuste de calendário, os resultados de cada região foram:

  • Nordeste: alta de 2,7%;
  • Sudeste: alta de 1,3%;
  • Norte: queda de 0,5%;
  • Sul: queda de 0,6%;
  • Centro Oeste: queda de 2,0%.

Vendas no 2º trimestre de 2023 têm queda

As vendas no 2º trimestre de 2023 caíram 1,8%, já descontada a inflação, em relação ao mesmo trimestre de 2022.

Em termos nominais, houve crescimento de 1%.

Faturamento do Varejo no 1º semestre de 2023 não tiveram variação

Já descontada a inflação, as vendas no 1º semestre de 2023 não apresentaram variação em relação ao mesmo semestre em 2022.

Em termos nominais, o faturamento do Varejo subiu 5,1%.

“No acumulado do primeiro semestre de 2023, sem considerar a inflação, o Varejo não cresceu. O único macrossetor que apresentou crescimento real foi o de Bens Não Duráveis. É possível que isso esteja relacionado com um arrefecimento da inflação nos principais setores que compõem o macrossetor, como o de Supermercados e Hipermercados (2,9% nos últimos 12 meses). Quando comparamos com o setor de Bares & Restaurantes, dentro do macrossetor de Serviços, que apresentou queda neste semestre, a inflação acumulada está em 7,1%”, afirma Carlos Alves.

Veja também: 


Portfólio de Soluções! Encontre a que melhor combina com você.

Portfolio de soluções encontre a sua.

Cielo LIO

A máquina inteligente que trabalha por você e economiza seu dinheiro.
Saiba mais
Portfolio de soluções encontre a sua.

Cielo FLASH

A maquininha ultraveloz para você vender muito mais
Saiba mais
Portfolio de soluções encontre a sua.

Cielo ZIP

Na Cielo Você ganha! sua maquininha de verdade.
Saiba mais

Entre em contato e prepare-se para vender mais:

Central de Relacionamento

4002-5472 (todas as localidades)
0800-579-8472 (exceto capitais)

Suporte Técnico

4002-9111 (todas as localidades)
0800-579-0111 (exceto capitais)

Ouvidoria

0800-570-2288