Você está em:

Institucional

Cielo Digi: protagonismo feminino no mundo de tecnologia

Publicado por Equipe Cielo

 
Na última quinta-feira (11), das 9h às 19h, tivemos um evento e tanto por aqui: uma nova edição do Cielo Digi Day Tech, tendo como tema principal o “Protagonismo Feminino no Universo de TI e Inovação”. A transmissão aconteceu nas páginas da Cielo, no LinkedIn e Instagram e contou com a participação de grandes profissionais do mercado e colaboradoras da Cielo.
 
Não conseguiu acompanhar o evento? Não tem problema! Vamos fazer um resumo e, assim que tiver um tempinho, você pode conferir a íntegra do encontro virtual que reuniu tanta gente boa.
 
Ah, não podemos deixar de destacar: trata-se de um conteúdo construído de ponta a ponta por mulheres. E todo o evento foi apresentado pela nossa companheira Daniela Zeidan.
 

Mulheres no mundo de TI e inovação

 
Logo de cara, já nos deparamos com três trajetórias muito inspiradoras. Ana Paula Milani, nossa representante no bate-papo, tem mais de 20 anos de experiência no mercado de tecnologia.
 
Ela nos contou uma história que talvez outras mulheres se identifiquem: ela passou por uma depressão pós-parto e, enquanto estava grávida, trabalhou em dois empregos para conseguir lidar com as obrigações financeiras da época.
Durante a conversa, Ana destacou momentos difíceis da sua carreira, como quando tomou a decisão de deixar a sua filha com o pai para estudar fora do Brasil. No fim, tudo deu muito certo e, hoje, esse ato inspira a sua filha.
 
Claudia Aragão, outra colaboradora do nosso time, é natural de Recife e movida por mudanças.
 
E ela foi mais uma a contar uma história que, infelizmente, é mais comum do que imaginamos. Em um momento da sua carreira, por estar gestante, ela quase perdeu uma oportunidade de liderar um grande projeto. Felizmente, houve uma reviravolta e ela assumiu o projeto. Ela trabalhou até o dia do parto.
 
Na sequência, Maria Júlia nos surpreendeu com uma história muito curiosa. “Eu sempre quis construir pontes”, disse ela. Formada em engenharia civil, se mudou para a área de tecnologia que deu a possibilidade de construir mais pontes do que imaginava. Trabalhou por 35 anos em grandes bancos privados e está na Cielo há 10 anos. Hoje, ocupa um cargo de suporte de todas as tecnologias desenvolvidas.
 
Na sequência, Simone Freire, convidada da Cielo e diretora de uma agência focada em acessibilidade, a Espiral, destaca situações machistas que passou em sua carreira profissional.
 
No final, elas encerram com mensagens muito inspiradoras e dando dicas valiosas para outras mulheres que desejam entrar no mercado da tecnologia.
 

Mulheres por trás da inovação – Auxílio Emergencial

 
O Auxílio Emergencial foi a renda básica implementada pelo Governo Federal após os impactos da Covid-19 na economia do país. Para que a utilização dessa renda fosse facilitada e mais segura para os beneficiários, algumas mulheres trabalharam no desenvolvimento de soluções facilitadoras.
 
Para falar sobre o tema, o painel contou com a participação de três profissionais inspiradoras e de nível altíssimo que atuam na Cielo: Deborah Godoi, Maria Julia Fonseca e Fernanda Copertino.
 
Durante a conversa, alguns dados foram debatidos. Por exemplo: você sabia que 35% de todo o auxílio disponibilizado para a população foi movimentado a partir dessa solução? Isso resume bem o quão incrível foi o trabalho dessas mulheres.
 
Muitas pessoas sacaram o auxílio, o que pode não ser tão seguro. As pessoas que optaram por movimentá-lo por meio da nossa solução, certamente tiveram uma segurança maior.
 
No encontro virtual, uma das representantes da Cielo detalhou toda a arquitetura dessa solução criada pela Cielo, que deu mais fluidez no processo de utilização do Auxílio Emergencial.
 

Relacionamento entre desenvolvedores e governanças

 
No terceiro painel do dia, seis mulheres bateram um papo muito interessante e enriquecedor. Elas falaram sobre mulheres que ocupam cargos de liderança em setores de tecnologia, sobre transformação na gestão dos serviços e a relação com o desenvolvimento ágil. E, claro, não poderia ficar de lado: o segredo para que essa parceria seja um sucesso!
 
Outro ponto debatido foi a questão do estímulo: desde pequena as mulheres não são estimuladas a serem protagonistas, principalmente no universo de TI. Hoje, devido aos avanços, as jovens olham para o mercado e, apesar de precisar evoluir bastante em relação a igualdade e equidade, encontram outras mulheres como referência, como inspiração.
 
Durante o bate-papo, as representantes da Cielo e convidadas relataram momentos relevantes da carreira profissional e os desafios que tiveram que superar para se firmar no mercado.
 
Para finalizar o painel, elas mandaram boas vibrações para as mulheres, incentivando todas elas a entrarem no mundo da tecnologia, que tem espaço para todas.
 
 

Superlink

 
O Link de Pagamento, também conhecido como Superlink, foi o primeiro tema do segundo período do evento. As participantes falaram sobre como o engajamento dos times de negócios e TI possibilitou alavancar a solução para os clientes. A conversa contou com a participação de quatro mulheres do time da Cielo: Samantha Niizu, Maricy Fucuchima, Tatiane Agustini e Patrícia Galan.
 
A conversa girou em torno da mudança de comportamento dos consumidores após a pandemia, que “forçou” alguns empreendimentos a terem o Superlink como um aliado inseparável do negócio.
 

Mulheres na inovação: superando os desafios do empreendedorismo feminino

 
Melina Yasuda, fundadora da Pluginbot, e Carolina Albarran, fundadora da Catwalk, foram as convidadas dessa conversa que foi conduzida pela nossa querida Larissa Linard, do time do Garagem Cielo.
 
Elas se apresentaram e falaram um pouquinho sobre suas trajetórias, que foram repletas de desafios, dificuldades, erros e acertos. Falaram sobre suas experiências enquanto empreendedoras, sobre as dificuldades que tiveram nesse cenário que sempre foi predominantemente masculino. Além de destacarem seus erros e acertos que tiveram em seus empreendimentos.
 
Além disso, a Larissa apresentou dados incríveis de empresas que investem no mercado de startups e as convidadas falaram sobre a inovação aberta.

 
Temos outro dado bem interessante: o número de fundadoras de startups entre 2015 e 2019 é duas vezes maior do que o número entre os anos de 2010 e 2014. Em 2020, tivemos o maior montante investido no setor, US$ 72,9 milhões, 13 vezes maior que o total de 2016.
 

Mulheres em CyberSecurity

 
Essa conversa foi conduzida pela Eliana, a nossa representante de CyberSecurity, e contou com a participação da Vanessa Padua, da Microsoft, e da Marcia Tosta, CISO da Petrobrás.
 
No início, elas relataram as experiências e as barreiras que tiveram que enfrentar no ambiente corporativo por serem mulheres. Márcia relatou que as dificuldades já começaram na faculdade, que contava com uma sala de 40 alunos, sendo apenas 4 mulheres. Ela destaca que, apesar do preconceito que teve que enfrentar por estar em ambientes predominantemente masculinos, já é possível notar pequenas evoluções.
 
Vanessa falou sobre a “invisibilidade” das mulheres que, muitas vezes, em uma sala de reunião, não é ouvida. Ela ainda destacou que o estímulo a crianças mulheres é superimportante para que elas cresçam e entendam que podem trabalhar onde quiserem.
 
Além disso, um tema bastante debatido foi liderança. Elas ainda atrelaram essa pauta com sororidade, o ato que visa combater a rivalidade entre as mulheres.
 

Engenharia da confiabilidade (SRE)

 
Das 16h às 17h o tema foi engenharia de confiabilidade e como essas práticas podem alavancar negócios. Para debater o assunto, contamos com a presença de duas grandes profissionais: Karin Recchi, que tem mais de 20 anos de experiência na área de TI e hoje está na Cielo, e a Daniela Garcia, consultora de estratégia de aplicação em nuvem e automação, na IBM.
 
Elas falaram do início das práticas chamadas de SRE, que surgiram no Google e foram expandidas para outras empresas do mercado. O objetivo dessas ações é sempre proporcionar uma experiência agradável ao usuário final, algo que nenhum cliente abre mão, como afirma Daniela.
 
Durante o bate-papo, elas falaram de métricas que indicam a confiabilidade, a disponibilidade e a quantidade de problemas identificados em um ambiente. E elas fizeram questão de enfatizar algumas vezes: esse trabalho é feito para garantir uma experiência satisfatória ao usuário final.

 

Além disso, a Daniela falou sobre pontos relevantes quanto a eficiência operacional que as práticas de SRE trazem para uma companhia. Agilidade das entregas e em resolução de problemas, análise de causa raiz ou solução de incidentes foram alguns dos benefícios citados.
 
Daniela citou cases de projetos que participou com a IBM, que vão desde as empresas mais “moderninhas” até as grandes companhias tradicionais.
 
Como não poderia faltar, elas falaram sobre a presença da mulher no mercado de SRE e os desafios que elas encontram nesse setor que é predominantemente masculino.
 

Carreira em Data Science por mulheres

 
A conversa nesse painel contou com a presença de três profissionais da Cielo: Carolina Rocco, Thais Santos e Marcelle Carvalho.
 
No início, elas falaram um pouco sobre a carreira profissional e se apresentaram para o público. Para deixar a audiência mais por dentro do tema, elas mostraram como os dados podem ser usados e como eles podem beneficiar negócios.
 
Como exemplo, citaram as soluções da Cielo, que são fontes inesgotáveis de dados. Essas informações têm o poder de identificar o comportamento de todo o mercado e de cada segmento separadamente. Com o apoio desses dados, que são comercializados, as empresas podem adotar estratégias a partir dos relatórios que são gerados por nossas soluções.
 
A experiência delas na área de ciência de dados não poderia deixar de ser assunto. Os desafios são imensos, pois se trata de um ambiente com pouca presença feminina.
 
A mensagem final foi essa: mulheres, acreditem em vocês mesmas.
 

Mais histórias incríveis

Esse foi o último painel e também foi dedicado a conhecer histórias de mulheres que trabalham no mercado de tecnologia e inovação.
 
Laila Rodrigues, de controles internos da Cielo, conduziu a conversa que contou com a participação de outras quatro mulheres, que falaram um pouco sobre as experiências profissionais que passaram dentro do universo de TI. Cynthia Zanoni, da Microsoft, Larissa Linardi, da Cielo, Fabiane Souza, da Braspag e Ariel Cardoso, da Donus.
 
A equidade e papel dos homens para que isso seja possível foi tema bastante debatido nessa conversa. Obviamente, os homens não são protagonistas na luta, mas elas destacaram quais são as atitudes que eles podem tomar para contribuir com o cenário.
 
Sororidade dentro do mercado de tecnologia também foi um tema bem presente no painel.
 
No final, podemos destacar uma mensagem delas: homens, ouçam as mulheres. Além disso, elas falaram da diferença de equidade e igualdade, tema que causa muitas dúvidas.
 
Ufa! Foram muitas conversas. Que tal conferir o conteúdo inteiro? Ele está em nossa página no Linkedin. Por lá você vai encontrar ainda mais informações!
 


Portfólio de Soluções! Encontre a que melhor combina com você.

Portfolio de soluções encontre a sua.

Cielo LIO

A máquina inteligente que trabalha por você e economiza seu dinheiro.
Saiba mais
Portfolio de soluções encontre a sua.

Cielo FLASH

A maquininha ultraveloz para você vender muito mais
Saiba mais
Portfolio de soluções encontre a sua.

Cielo ZIP

Na Cielo Você ganha! sua maquininha de verdade.
Saiba mais

Entre em contato e prepare-se para vender mais:

Central de Relacionamento

4002-5472 (todas as localidades)
0800-579-8472 (exceto capitais)

Suporte Técnico

4002-9111 (todas as localidades)
0800-579-0111 (exceto capitais)

Ouvidoria

0800-570-2288