Você está em:

Índice ICVA

Vendas no varejo caem 30,5% em maio, segundo ICVA

Publicado por Equipe Cielo

Pandemia da covid-19 é o principal motivo da queda em comparação com maio de 2019, mas há recuperação em relação a abril deste ano

 
(Barueri – 17/06/2020) – Afetadas pela propagação da covid-19, as vendas no varejo brasileiro caíram 30,5% em maio, descontada a inflação, em comparação com o mesmo mês do ano passado, de acordo com o Índice Cielo do Varejo Ampliado (ICVA). Em termos nominais, que espelham a receita de vendas observadas pelo varejista, o ICVA recuou 29,5 %.
O calendário prejudicou levemente maio deste ano em comparação com maio de 2019. Sendo assim, o ICVA deflacionado com ajuste de calendário registrou queda de 29,4% e 28,3% em termos nominais.
“Os patamares do Varejo em maio mostram recuperação quando comparados a Abril, mês mais atingido pelas medidas de isolamento contra a pandemia da covid-19. Como destaque no mês, o setor de Supermercados e Hipermercados apresentou a maior alta, enquanto os setores de Móveis, Eletro e Lojas de Departamento e Vestuário apresentaram maiores recuperações”, afirma Gabriel Mariotto, diretor de Inteligência da Cielo.
 

 

INFLAÇÃO

O Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) apresentou deflação de 0,38% em maio, menor variação mensal desde agosto de 1998. No acumulado dos últimos 12 meses, a inflação foi de 1,88%. Os grupos de Transportes, Vestuário e Habitação se destacaram na desaceleração do índice enquanto os grupos Artigos de residência e Alimentação e bebidas contribuíram para a aceleração do índice em relação a abril.
Ao ponderar o IPCA pelos setores e pesos do ICVA, a inflação no varejo ampliado em maio foi de 1,5% ante 1,7% em abril.
 

SETORES

Descontada a inflação e com ajuste de calendário, todos os blocos apresentaram queda nas vendas em relação a maio do ano passado. Serviços, Bens Duráveis e Semiduráveis e Bens Não Duráveis registram quedas de -62,9%, -40,5% e -5,8%, respectivamente.
No Bloco de Serviços, os setores de Serviços Automotivos e Autopeças e Alimentação – Bares e Restaurantes apresentaram as maiores acelerações na passagem entre os meses de abril e maio deste ano.
O setor de Móveis, Eletro e Lojas de Departamentos e Vestuários foram os que mais aceleraram no bloco de Bens Duráveis e Semiduráveis. No bloco de Bens não Duráveis, os setores que mais aceleraram foram Livrarias e Papelarias e Cosméticos e Perfumarias.
 

REGIÕES

Todas as regiões apresentaram queda em relação a maio de 2019. Segundo o ICVA deflacionado com ajuste de calendário, a região Sudeste apresentou a maior queda em maio de 2020: -34,2%. Na sequência aparecem as regiões Nordeste (-31,4%), Norte (21,7%), Centro-Oeste (-19,2%) e Sul (-17,3%).
Pelo ICVA nominal – que não considera o desconto da inflação – com ajustes de calendário, o destaque também foi a região Sudeste: (-32,8%). Em seguida aparecem: Nordeste (-30,2%),  Norte (-18,9%), Centro-Oeste (-18,5%) e Sul (-16,4%).
No entanto, comparado a abril, já há uma recuperação em todas as regiões, com exceção da região Norte que apresentou comportamento similar ao mês anterior.
 

SOBRE O ICVA

O Índice Cielo do Varejo Ampliado (ICVA) acompanha mensalmente a evolução do varejo brasileiro, de acordo com as vendas realizadas em 18 setores mapeados pela Cielo, desde pequenos lojistas a grandes varejistas. Eles respondem por 1,5 milhão de varejistas credenciados à companhia. O peso de cada setor no resultado geral do indicador é definido pelo seu desempenho no mês.
O ICVA foi desenvolvido pela área de Inteligência da Cielo com o objetivo de oferecer mensalmente uma fotografia do comércio varejista do país a partir de informações reais.
 

COMO É CALCULADO

A unidade de Inteligência da Cielo desenvolveu modelos matemáticos e estatísticos que foram aplicados à base da companhia com o objetivo de isolar os efeitos do comportamento competitivo do mercado de credenciamento – como a variação de market share – e os da substituição de cheque e dinheiro no consumo. Dessa forma, o indicador não reflete somente a atividade do comércio pelo movimento com cartões, mas, sim, a real dinâmica de consumo no ponto de venda.
Esse índice não é de forma alguma a prévia dos resultados da Cielo, que é impactado por uma série de outras alavancas, tanto de receitas quanto de custos e despesas.
 

ENTENDA O ÍNDICE

ICVA Nominal – Indica o crescimento da receita nominal de vendas no varejo ampliado do período, comparando com o mesmo período do ano anterior. Reflete o que o varejista de fato observa nas suas vendas.
ICVA Deflacionado – ICVA Nominal descontado da inflação. Para isso, é utilizado um deflator que é calculado a partir do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), apurado pelo IBGE, ajustado ao mix e pesos dos setores contidos no ICVA. Reflete o crescimento real do varejo, sem a contribuição do aumento de preços.
ICVA Nominal/Deflacionado com ajuste calendário – ICVA sem os efeitos de calendário que impactam determinado mês/período, quando comparado com o mesmo mês/período do ano anterior. Reflete como está o ritmo do crescimento, permitindo observar acelerações e desacelerações do índice.
 
Evidência Comunicação Murilo Ramos
muriloramos@evidencia.jor.br 
(11) 97376-6616
Comunicação Corporativa comunicacaocorporativa@cielo.com.br  

Matérias mais recentes

Cielo abre Programa de Formação para Consultores de Negócios Trainee exclusivo para PcDs

A Cielo está com inscrições abertas para seu primeiro Programa de Formação para Consultores de Negócios Trainee voltado exclusivamente a…

Publicado por Equipe Cielo

Com executiva da IBM, Garagem Talks promove bate-papo sobre a responsabilidade social das empresas tecnológicas

No dia 24/09, o Time Cielo participou de mais uma edição do Garagem Talks, nosso encontro quinzenal sobre tecnologia e…

Publicado por Equipe Cielo

Precisando investir mais na Black Friday? Contrate o Receba Rápido e tenha dinheiro na mão em até 2 dias!

Oficialmente, a Black Friday é só dia 26 de novembro, mas os preparativos já começaram. É hora de investir em…

Publicado por Equipe Cielo

Dia Nacional da Inovação: saiba mais sobre o Garagem, hub que faz da Cielo uma empresa cada vez mais inovadora!

Em 19 de outubro, comemoramos o Dia Nacional da Inovação. A data foi escolhida para relembrar o primeiro voo bem-sucedido…

Publicado por Equipe Cielo

ICVA aponta: vendas no varejo cresceram 0,6% em setembro

Este é o sexto mês seguido de alta, puxada pelos setores de Serviços.   O Índice Cielo do Varejo Ampliado…

Publicado por Equipe Cielo

Como vender mais oferecendo mais opções de pagamento

Para proporcionar uma ótima experiência de compra para seus clientes, é necessário considerar vários aspectos como: atendimento, suporte pós-vendas, qualidade…

Publicado por Equipe Cielo
Ver mais matérias

Portfólio de Soluções! Encontre a que melhor combina com você.

Portfolio de soluções encontre a sua.

Cielo LIO

A máquina inteligente que trabalha por você e economiza seu dinheiro.
Saiba mais
Portfolio de soluções encontre a sua.

Cielo FLASH

A maquininha ultraveloz para você vender muito mais
Saiba mais
Portfolio de soluções encontre a sua.

Cielo ZIP

Na Cielo Você ganha! sua maquininha de verdade.
Saiba mais

Entre em contato e prepare-se para vender mais:

Central de Relacionamento

4002-5472 (todas as localidades)
0800-579-8472 (exceto capitais)

Suporte Técnico

4002-9111 (todas as localidades)
0800-579-0111 (exceto capitais)

Ouvidoria

0800-570-2288