Você está em:

Índice ICVA

Como a paralisação dos caminhoneiros afetou o varejo | Cielo

Publicado por Equipe Cielo

 

Veja como a paralisação dos caminhoneiros afetou o varejo

Índice Cielo do Varejo Ampliado (ICVA) mostra o comportamento

 das vendas durante protesto nas estradas

 
Levantamento do Índice Cielo do Varejo Ampliado (ICVA) revela o impacto no comportamento do consumidor provocado pelo desabastecimento no comércio varejista brasileiro. A paralisação dos motoristas de caminhão – que bloquearam estradas em todos o país, afetando a distribuição de mercadorias – começou no dia 21 de maio.
O varejo brasileiro chegou a registrar alta de 1% nas vendas durante a quinta (24). Mas, com o agravamento da crise e a falta de abastecimento, a queda chegou a 28% no último domingo  (27). Na segunda (28), a redução marcava 8%.

Um dos setores que tiveram maior oscilação foi o de postos de combustíveis. A receita de vendas do segmento dobrou na quarta (23) e na quinta (24) em comparação com a média diária do início de maio. “Houve um pico de demanda porque o consumidor começou a estocar combustível”, diz Gabriel Mariotto, diretor da área de Inteligência da Cielo.
+ Confira a entrevista de Gabriel Mariotto no programa Conta Corrente, da Globo News
No entanto, a queda nos postos começou a ser percebida na sexta (25). Já no domingo, a redução chegou a 60%, reflexo direto da falta de oferta de combustíveis.

Comportamento diferente foi observado no segmento de supermercados e hipermercados: entre os dias 23 e 24, a receita de vendas cresceu 23%. Na sexta-feira (25), o volume foi de 52%, ficando atrás apenas do registrado na véspera do Dia das Mães.
“Notamos que, a partir de quinta, houve um  incremento no volume de  de transações e do  gasto  médio. Ou seja, mais pessoas foram às compras e adquiriram mais do que de costume. Foi um claro movimento de aumento de demanda”, afirma o diretor de Inteligência da Cielo.

O setor de alimentação (bares e restaurantes) apresentou uma queda de 8% na quinta-feira (24) em comparação com a semana anterior (17), decorrente principalmente da diminuição da quantidade de vendas, que também recuou 8%. O segmento de vestuário e artigos desportivos apresentou o mesmo comportamento, com quedas de 10% na receita e de 12% na quantidade de vendas.
O efeito de queda de receita na quinta-feira (24) na comparação com a quinta-feira anterior (17) também foi visto nos setores de móveis, eletrodomésticos e lojas de departamento, e materiais para construção, 19% e 16%, respectivamente.
“O ICVA nos evidencia que a população brasileira tem se preocupado com itens de necessidade básica”, completa Mariotto.
Clique aqui para acessar a série histórica do ICVA.
 


Portfólio de Soluções! Encontre a que melhor combina com você.

Portfolio de soluções encontre a sua.

Cielo LIO

A máquina inteligente que trabalha por você e economiza seu dinheiro.
Saiba mais
Portfolio de soluções encontre a sua.

Cielo FLASH

A maquininha ultraveloz para você vender muito mais
Saiba mais
Portfolio de soluções encontre a sua.

Cielo ZIP

Na Cielo Você ganha! sua maquininha de verdade.
Saiba mais

Entre em contato e prepare-se para vender mais:

Central de Relacionamento

4002-5472 (todas as localidades)
0800-579-8472 (exceto capitais)

Suporte Técnico

4002-9111 (todas as localidades)
0800-579-0111 (exceto capitais)

Ouvidoria

0800-570-2288