Você está em:

Índice ICVA

ICVA aponta queda de 10% em vendas no varejo durante a Black Friday

Publicado por Equipe Cielo

Índice se refere a vendas entre quinta-feira e domingo comparado ao mesmo período de 2019. Setor de Materiais de Construção teve o melhor desempenho

Devido ao isolamento social, nós destacamos por diversas vezes que essa Black Friday seria histórica para o comércio online. As vendas no e-commerce cresceram 31,8% no período estendido, entre os dias 26 e 29 de novembro, segundo o Índice Cielo do Varejo Ampliado (ICVA). Considerando a exclusão do setor de Turismo e Transporte, segmento mais afetado pela pandemia, o e-commerce teria registrado um aumento de 60,4% em comparação ao ano de 2019. Porém, o comércio eletrônico não conseguiu evitar a queda de 10% do Varejo total.
Os setores de Material de Construção (10,7%), Drogarias e Farmácias (8,7%) e Móveis, Eletrodomésticos e Departamento (6,5%) foram os que tiveram maior expansão das vendas. Já Turismo e Transporte (-44,4%), Vestuário (-31,3%) e Cosméticos e Higiene Pessoal (-29,6%) foram os segmentos que registraram as maiores baixas, segundo o ICVA.

Destaques por região

O ICVA nos mostra que todas as regiões registraram retração do comércio. A região Norte apresentou a menor retração: 3,8%. Na sequência aparecem Centro-Oeste (-8,6%), Sul e Nordeste (-15,1%) e Sudeste (-22,7%).
Os destaques nos Estados, em ordem crescente de retração, foram os seguintes: Pará (-2,2%), Mato Grosso (-4,5%), Goiás (-6,6%), Santa Catarina (-11,9%), Minas Gerais (-15,7%), Rio Grande do Sul (-17,3%), Distrito Federal. (-17,6%), Bahia (-18%), Ceará (-20,3%), Pernambuco (-22,6%), São Paulo (-24,2%) e Rio de Janeiro (-25,8%).
Gabriel Mariotto, superintendente-executivo de Inteligência da Cielo, afirma que o crescimento do e-commerce está relacionado com a maior familiaridade das pessoas em comprar pela internet.
“As pessoas buscaram o e-commerce para realizar compras desde o começo da pandemia e do isolamento. Os resultados da Black Friday, que normalmente já é mais forte nesse canal, refletem isso. As vendas nas lojas físicas apresentaram retração porque a população vem retomando o isolamento e possivelmente antecipou compras ao longo do mês de novembro”, afirma.

Índice da Cyber Monday

A primeira segunda-feira após a Black Friday, conhecida como Cyber Monday e focada no comércio online, teve o crescimento significativo de 34,5% nas vendas via e-commerce, segundo o ICVA. Se o setor de Turismo e Transporte, o mais afetado pela pandemia, fosse excluído do cálculo, o crescimento seria ainda maior: 91,6%. Esse aumento é uma comparação com a mesma data do ano passado.
Os setores que registraram maior expansão das vendas na Cyber Monday foram: Móveis, Eletrodomésticos e Departamento (32,5%), Materiais para Construção (20,6%) e Supermercados e Hipermercados (11,2%). As maiores baixas foram verificadas nos segmentos de Turismo e Transporte (-36,5%) e Vestuário (-16,5%).
Apenas as regiões Sudeste e Sul apresentaram retração na data, sendo a Sudeste a maior delas (-8,3%), seguida da Sul (-2,4%). As demais regiões apresentaram crescimento: Centro-Oeste (7,4%), Norte (6,1%) e Nordeste (2,0%).

Cálculo ICVA: como é feito

A unidade de Inteligência da Cielo desenvolveu modelos matemáticos e estatísticos que foram aplicados à base da companhia com o objetivo de isolar os efeitos do comportamento competitivo do mercado de credenciamento —  como a variação de market share —  e os da substituição de cheque e dinheiro no consumo. Dessa forma, o indicador não reflete somente a atividade do comércio pelo movimento com cartões, mas, sim, a real dinâmica de consumo no ponto de venda.
Esse índice não é de forma alguma a prévia dos resultados da Cielo, que é impactado por uma série de outras alavancas, tanto de receitas quanto de custos e despesas.

Entenda o Índice

ICVA Nominal: Indica o crescimento da receita nominal de vendas no varejo ampliado do período, comparando com o mesmo período do ano anterior. Reflete o que o varejista de fato observa nas suas vendas.
ICVA Deflacionado: ICVA Nominal descontado da inflação. Para isso, é utilizado um deflator que é calculado a partir do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), apurado pelo IBGE, ajustado ao mix e pesos dos setores contidos no ICVA. Reflete o crescimento real do varejo, sem a contribuição do aumento de preços.
ICVA Nominal/Deflacionado com ajuste calendário: ICVA sem os efeitos de calendário que impactam determinado mês/período, quando comparado com o mesmo mês/período do ano anterior. Reflete como está o ritmo do crescimento, permitindo observar acelerações e desacelerações do índice.
O Índice Cielo acompanha mensalmente a evolução do varejo no Brasil, de acordo com as vendas transacionadas em mais de 1,5 milhão de varejistas parceiros, dos pequenos lojistas aos grandes varejistas.


Portfólio de Soluções! Encontre a que melhor combina com você.

Portfolio de soluções encontre a sua.

Cielo LIO

A máquina inteligente que trabalha por você e economiza seu dinheiro.
Saiba mais
Portfolio de soluções encontre a sua.

Cielo FLASH

A maquininha ultraveloz para você vender muito mais
Saiba mais
Portfolio de soluções encontre a sua.

Cielo ZIP

Na Cielo Você ganha! sua maquininha de verdade.
Saiba mais

Entre em contato e prepare-se para vender mais:

Central de Relacionamento

4002-5472 (todas as localidades)
0800-579-8472 (exceto capitais)

Suporte Técnico

4002-9111 (todas as localidades)
0800-579-0111 (exceto capitais)

Ouvidoria

0800-570-2288