Você está em:

Índice ICVA

ICVA aponta queda de 10% em vendas no varejo durante a Black Friday

Publicado por Equipe Cielo

Índice se refere a vendas entre quinta-feira e domingo comparado ao mesmo período de 2019. Setor de Materiais de Construção teve o melhor desempenho

Devido ao isolamento social, nós destacamos por diversas vezes que essa Black Friday seria histórica para o comércio online. As vendas no e-commerce cresceram 31,8% no período estendido, entre os dias 26 e 29 de novembro, segundo o Índice Cielo do Varejo Ampliado (ICVA). Considerando a exclusão do setor de Turismo e Transporte, segmento mais afetado pela pandemia, o e-commerce teria registrado um aumento de 60,4% em comparação ao ano de 2019. Porém, o comércio eletrônico não conseguiu evitar a queda de 10% do Varejo total.
Os setores de Material de Construção (10,7%), Drogarias e Farmácias (8,7%) e Móveis, Eletrodomésticos e Departamento (6,5%) foram os que tiveram maior expansão das vendas. Já Turismo e Transporte (-44,4%), Vestuário (-31,3%) e Cosméticos e Higiene Pessoal (-29,6%) foram os segmentos que registraram as maiores baixas, segundo o ICVA.

Destaques por região

O ICVA nos mostra que todas as regiões registraram retração do comércio. A região Norte apresentou a menor retração: 3,8%. Na sequência aparecem Centro-Oeste (-8,6%), Sul e Nordeste (-15,1%) e Sudeste (-22,7%).
Os destaques nos Estados, em ordem crescente de retração, foram os seguintes: Pará (-2,2%), Mato Grosso (-4,5%), Goiás (-6,6%), Santa Catarina (-11,9%), Minas Gerais (-15,7%), Rio Grande do Sul (-17,3%), Distrito Federal. (-17,6%), Bahia (-18%), Ceará (-20,3%), Pernambuco (-22,6%), São Paulo (-24,2%) e Rio de Janeiro (-25,8%).
Gabriel Mariotto, superintendente-executivo de Inteligência da Cielo, afirma que o crescimento do e-commerce está relacionado com a maior familiaridade das pessoas em comprar pela internet.
“As pessoas buscaram o e-commerce para realizar compras desde o começo da pandemia e do isolamento. Os resultados da Black Friday, que normalmente já é mais forte nesse canal, refletem isso. As vendas nas lojas físicas apresentaram retração porque a população vem retomando o isolamento e possivelmente antecipou compras ao longo do mês de novembro”, afirma.

Índice da Cyber Monday

A primeira segunda-feira após a Black Friday, conhecida como Cyber Monday e focada no comércio online, teve o crescimento significativo de 34,5% nas vendas via e-commerce, segundo o ICVA. Se o setor de Turismo e Transporte, o mais afetado pela pandemia, fosse excluído do cálculo, o crescimento seria ainda maior: 91,6%. Esse aumento é uma comparação com a mesma data do ano passado.
Os setores que registraram maior expansão das vendas na Cyber Monday foram: Móveis, Eletrodomésticos e Departamento (32,5%), Materiais para Construção (20,6%) e Supermercados e Hipermercados (11,2%). As maiores baixas foram verificadas nos segmentos de Turismo e Transporte (-36,5%) e Vestuário (-16,5%).
Apenas as regiões Sudeste e Sul apresentaram retração na data, sendo a Sudeste a maior delas (-8,3%), seguida da Sul (-2,4%). As demais regiões apresentaram crescimento: Centro-Oeste (7,4%), Norte (6,1%) e Nordeste (2,0%).

Cálculo ICVA: como é feito

A unidade de Inteligência da Cielo desenvolveu modelos matemáticos e estatísticos que foram aplicados à base da companhia com o objetivo de isolar os efeitos do comportamento competitivo do mercado de credenciamento —  como a variação de market share —  e os da substituição de cheque e dinheiro no consumo. Dessa forma, o indicador não reflete somente a atividade do comércio pelo movimento com cartões, mas, sim, a real dinâmica de consumo no ponto de venda.
Esse índice não é de forma alguma a prévia dos resultados da Cielo, que é impactado por uma série de outras alavancas, tanto de receitas quanto de custos e despesas.

Entenda o Índice

ICVA Nominal: Indica o crescimento da receita nominal de vendas no varejo ampliado do período, comparando com o mesmo período do ano anterior. Reflete o que o varejista de fato observa nas suas vendas.
ICVA Deflacionado: ICVA Nominal descontado da inflação. Para isso, é utilizado um deflator que é calculado a partir do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), apurado pelo IBGE, ajustado ao mix e pesos dos setores contidos no ICVA. Reflete o crescimento real do varejo, sem a contribuição do aumento de preços.
ICVA Nominal/Deflacionado com ajuste calendário: ICVA sem os efeitos de calendário que impactam determinado mês/período, quando comparado com o mesmo mês/período do ano anterior. Reflete como está o ritmo do crescimento, permitindo observar acelerações e desacelerações do índice.
O Índice Cielo acompanha mensalmente a evolução do varejo no Brasil, de acordo com as vendas transacionadas em mais de 1,5 milhão de varejistas parceiros, dos pequenos lojistas aos grandes varejistas.

Matérias mais recentes

Ver mais matérias

Portfólio de Soluções! Encontre a que melhor combina com você.

Portfolio de soluções encontre a sua.

Cielo LIO

A máquina inteligente que trabalha por você e economiza seu dinheiro.
Saiba mais
Portfolio de soluções encontre a sua.

Cielo FLASH

A maquininha ultraveloz para você vender muito mais
Saiba mais
Portfolio de soluções encontre a sua.

Cielo ZIP

Na Cielo Você ganha! sua maquininha de verdade.
Saiba mais

Entre em contato e prepare-se para vender mais:

Central de Relacionamento

4002-5472 (todas as localidades)
0800-579-8472 (exceto capitais)

Suporte Técnico

4002-9111 (todas as localidades)
0800-579-0111 (exceto capitais)

Ouvidoria

0800-570-2288